Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Últimas / Amizade de quatro patas

Bruna Marquezine conta sua saga para adotar um cachorro nos Estados Unidos

Atriz revela todo o processo para conseguir trazer um cachorro dos EUA

Redação Contigo! Publicado em 15/03/2019, às 19h26 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

Bruna Marquezine, Sasha Meneghel Szafir e Amêndoa - Reprodução / Instagram
Bruna Marquezine, Sasha Meneghel Szafir e Amêndoa - Reprodução / Instagram

A atriz Bruna Marquezine decidiu abrir o coração ao contar tudo o que passou para conseguir trazer a cadela Amêndoa para o Brasil. A artista decidiu adotar o cachorrinho durante a sua viagem para Nova York no início do ano e teve que lidar com a burocracia para embarcar com o animal para o Rio de Janeiro.

Em suas redes sociais, ela contou tudo o que aconteceu desde que conheceu a pequena Amêndoa, que ainda se chamava Mango.

"Eu não esperava adotar um cachorro, era uma viagem a trabalho e depois de lazer. A Rita Lazarrotti, que é muito minha amiga e minha stylist, estava lá me acompanhando e ela é amiga da Anne, que mora em NY e é voluntária em uma ONG que resgata cachorros de rua, ela é tipo um lar temporário para o cachorro. A Rita ficou uma noite na casa da Anne e ficou me enchendo de foto porque ela sabe que eu amo cachorro. Eram duas, a Papaia e a Mango. Eu falei: 'eu quero conhecer e quero adotar as duas!' Bem louca, porque eu não imaginava o quanto é difícil trazer cachorro. Só que a Papaia já tinha uma lista de gente querendo adotar ela, e a Mango não. A ONG é super séria, você tem que se cadastrar, te enchem de perguntas: se você já teve cachorro, se vai ter lugar, se você sabe como é adotar um filhote, porque não é fácil, é como um filho", começou a contar.

Então, Bruna preencheu toda a documentação e foi em uma feira de adoção para finalizar o processo. Assim, ela conseguiu ficar com a Mango, que mudou de nome e se tornou a Amêndoa após a sugestão de uma amiga. "Eu adotei e você paga uma taxa. Eles te dão um papel com todas as vacinas, e eles colocaram um chip nela, quando que foi operada e tudo. E fui para a casa da Sasha"

A estrela também contou que a cachorrinha já tinha sofrido maus tratos. "A Amêndoa sofeeu maus tratos na rua, principalmente de homem. Quando ela chegou, ela tinha muito medo de tudo, de barulho alto, se alguém chegasse rápido perto dela, ela ficava com medo, mas homem principalmente, ela saia de ré, era agoniante. Mas agora já superou tudo isso, aliás está bem bagunceira e bem solta. Depois de adotar mesmo eu fiquei mais uns dias com ela lá e fui descobrir a missão que era viajar com um cachorro. Eu pensei que era só pegar a Amêndoa, colocar debaixo do braço e vir para o brasil, com ela no colo"

Então, Marquezine foi atrás da documentação para a viagem. "O primeiro passo é ir no veterinário. Todo cachorro tem que tomar uma medicação no pelo, antiparasita, ficar três dias sem tomar banho. Ela tinha que tomar a última vacina e o veterinário te dá uma documentação com todas as informações do seu voo, as suas informações e do cachorro, dizendo que ele está liberado para viajar. Só que a documentação precisa ser chancelada, e eles pedem para fazer isso em 10 dias, porque o melhor a se fazer é enviar pelo correio. Mas eu só tinha um dia. Eu adiei o meu voo e fiquei com dois dias para fazer isso tudo. Quando você não tem esse tempo, você tem que marcar um horário no aeroporto, de manhã, para ir lá e chancelar a documentação. Fiquei quatro horas no veterinário, duas horas no aeroporto".

Para finalizar, a atriz contou sobre a fase final da viagem de avião. "A viagem foi delicada, porque ela estava muito traumatizada, assustada. Mas assim que ela chegou aqui, ficou tão solta, foi se adaptando. Ela já não tem mais medo de homem, o primeiro homem que conquistou ela foi o namorado da Bruca, demorou três dias"