Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
A Fazenda / PESOU!

Valentina Francavilla se arrepende de ter falado mal de Dayane Mello em ‘A Fazenda’

Com peso na consciência, Valentina Francavilla diz que sente saudades de Dayane Mello

Redação Contigo! Publicado em 22/12/2021, às 21h13

Valentina Francavilla se arrepende de ter falado mal de Dayane Mello em ‘A Fazenda’ - Reprodução/Instagram
Valentina Francavilla se arrepende de ter falado mal de Dayane Mello em ‘A Fazenda’ - Reprodução/Instagram

A ex-peoa Valentina Francavilla fez uma confissão em seu perfil nas redes sociais nesta quarta-feira (22). É que ela se arrependeu de ter falado mal da também ex-participante de A Fazenda, Dayane Mello.

No Twitter, ela disse, inclusive, que sente falta da modelo. “Sabia que tenho saudades da Dayane Mello!”, escreveu.

Na sequência, condenou sua impulsividade. “Me arrependo de ter sido tão impulsiva e ter falado mal dela queria dividir isso com vocês, se pudesse voltar no tempo”, disparou

“Só dividir com vocês que ela me faz falta”, finalizou ela que ainda disse que a miss era especial.

DEFENDEU

A ex-peoa Dayane Mellousou as redes sociais nesta terça-feira (21) para esclarecer polêmica com o cantorNego do Borel que aconteceu em A Fazenda 13, após boatos de estupro durante o programa.

A modelo através de um longo texto postado em seus stories no instagram declarou: "Chegando na minha casa, me deparei com muita coisa. O que mais me machuca realmente é dar culpa a uma pessoa que não me abusou, que não me estuprou. Não aconteceu nada. Por mais que todas as mulheres do mundo querem que eu seja uma porta voz de um estupro, eu não vou ser! Não vou fazer uma pessoa passar como um estuprador, porque ele não me estuprou. Estou em paz, não sou capaz de levar essa responsabilidade sabendo o que aconteceu naquela noite", começou.

"Embora a conduta dele não tenha sido a mais prudente possível na situação, ele não cometeu abuso sexual contra mim. Não me estuprou. Sei que esse assunto acende os ânimos das pessoas, por envolver algo muito sério (...) por isso não poderia deixar de falar sobre a conclusão que cheguei, visto que não seria justo que a conduta dele, por mais imprudente que tenha sido, seja visto como criminosa", finalizou.