Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / PARABÉNS!

Bruna Griphao celebra aniversário com texto inspirador na web: ''Sou lotada de exageros''

Completando 21 anos, atriz fala sobre gostos, família e descendência grega

Redação Contigo! Publicado em 10/03/2020, às 17h09 - Atualizado em 01/05/2020, às 22h59

Bruna Griphao comemora aniversário - Instagram
Bruna Griphao comemora aniversário - Instagram

Parabéns! Bruna Griphaoestá completando mais um ano de vida nesta terça-feira (10) e está cheia de “gostos” e motivos para comemorar. Em seu Instagram, musa compartilhou um clique com um longo texto falando de todos os seus gostos e, além de muitos elogios, recebeu bastantes felicitações.

No texto, a atriz fala sobre a alegria que tem de ser brasileira, mas que também ama o fato de sua família ser grega. Além disso, Bruna explicou que é uma pessoa exagerada em quase tudo, e que apesar de muitos acharem isso ruim, ela ama ser como é.

Na publicação, Griphao mostra apenas metade de seu rosto, em uma imagem preta e branca, e nos comentários, os fãs não pouparam as palavras: “Diva”, disse um. “Que mulher perfeita”, disse outra. “Feliz seu dia”, desejou um terceiro.

Veja o texto da atriz na íntegra:

“Eu, Bruna, gosto de dizer que sou lotada de exageros. Tem gente que diz que tudo em exagero é ruim, mas eu não exagero em exagerar. Eu sou lotada de contradições. Meu nome é Bruna, significa “morena/serena”, não pareço com meu nome, gosto do meu nome mesmo assim. Digo que sou lotada de felicidade e sentimento, acompanhada de gargalhada e voz alta. Digo que tenho dificuldade em chorar. Às vezes meus amigos reclamam que eu não choro, mas eu choro também. Eu digo que sou muito coração, mas às vezes me assusto como sou racional. Gosto de ser racional. Gosto de fazer aniversario, mas queria ficar com 18 anos pra sempre, também gosto de me imaginar com 30”.

“Eu gosto de ter meus amigos por perto, eu gosto de cultivar amizades de anos e gosto de fazer novas também. No início não sou muito fácil, eu digo que sou de energia e que sinto logo de cara, mas eu também gosto de dar chances pra me conectar com alguém. Eu gosto de decifrar as pessoas, gosto de conversar horas, gosto de ficar em silêncio. Gosto de passar horas nostálgicas com meus amigos lembrando dos ontens. Também gosto de ficar sozinha. Gosto mesmo. Gosto de estar com a minha família, gosto de assistir de fora como eles são e preencher meu coração com a sensação de lar. Gosto do fato da minha família ser grega, gosto de ouvir eles falando entre si, gosto de ser brasileira”.

“Gosto de dar bom dia e boa noite pras pessoas no elevador, não gosto de ser ignorada
não gosto do meu elevador, tenho medo de ficar presa. Eu digo que não tenho medo de nada, mas eu tenho gosto de encarar meus medos, gosto de me sentir corajosa. Gosto de proteger quem eu amo. Gosto de pessoas engraçadas, gosto de pessoas misteriosas, gosto de abrir a janela do carro quando estou pela praia, gosto de falar sobre “obsolescência programada” só porque gosto de pronunciar essas palavras”.

“Gosto de matemática, gosto de teatro, gosto de banho gelado, gosto de sair pra dançar com meus amigos, gosto de fazer coreografias nas festas, gosto de torta crocante do posto que tem perto de casa, gosto de refrigerante e chiclete, a gastrite não gosta. Gosto de ouvir musica alta em casa, gosto de mar, gosto de cachoeira, gosto de cinema também, gosto de fugir da rotina, gosto de voltar com a rotina, gosto de viajar, gosto de chegar em casa, gosto de ficar horas no telefone com quem eu estou com saudade, gosto de matar saudade”.

“Gosto da melancolia que andar na chuva me traz, me imagino num clipe. Gosto de ser grata, gosto de conversar com Deus, eu gosto de quem eu sou, sou carne, osso
e caos. Espero gostar de quem eu vou me tornar, espero nunca me esvaziar dos meus exageros, gosto do tamanho deles. Sou feita de coisas simples, sou feita de coisas complexas, e acho que todo mundo também”.

Veja: