Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Carnaval / CARNAVAL

São Clemente é rebaixada com homenagem para Paulo Gustavo; entenda o que aconteceu

São Clemente é rebaixada com homenagem para Paulo Gustavo após desfile repleto de problemas técnicos

Gustavo Assumpção Publicado em 26/04/2022, às 18h21

São Clemente é rebaixada com homenagem para Paulo Gustavo; entenda o que aconteceu - AgNews
São Clemente é rebaixada com homenagem para Paulo Gustavo; entenda o que aconteceu - AgNews

A São Clemente foi rebaixada do Grupo Especial do Carnaval do Rio de Janeiro na tarde desta terça-feira (26) após terminar a apuração em último lugar. 

O resultado surpreendeu alguns fãs de Paulo Gustavo, já que a agremiação foi uma das que mais emocionou o público no primeiro dia de desfiles no Rio de Janeiro. 

Só que o rebaixamento da escola é justo. Nos desfiles, são avaliados pelos jurados tudo o que acontece na pista de desfile. O tema ou a homenagem é julgado em apenas um dos quesitos: enredo. Neste, o julgamento também é dividido em dois sub-quesitos: concepção e execução. 

Ou seja: a ideia de homenagear Paulo Gustavo por mais nobre que seja, não garante a nota 10. Para isso, a escola teria que desenvolver um enredo criativo, linear e que contasse uma boa história. Ao longo do desfile, faltou poesia e ousadia na concepção, o que jogou as notas para baixo. A carreira de Paulo Gustavo, seus personagens e o jeito irreverente não apareceram transformados em alegorias e fantasias de maneira criativa.

Além disso, a escola apresentou falhas técnicas. Na comissão de frente, o tripé apareceu apagado em três dos quatro módulos de julgamento. O elevador hidráulico que trazia Dona Déa, mãe do humorista, também falhou em várias cabines, o que a deixou escondida da visão do júri.

A escola também abriu clarões na avenida e não mostrou empolgação ao cantar o samba-enredo. No finalzinho do desfile, houve uma correria na tentativa de não estourar o tempo regulamentar.

O trabalho do carnavalesco Thiago Martins também foi frágil. Faltou cuidado na confecção das fantasias e alegorias e na reprodução dos protótipos. Tudo acabou rendendo punições e descontos severos do júri, o que culminou na última posição isolada. 

Veja:

EMOÇÃO

A atriz Marina Xavier desfilou nesse Carnaval pela Escola de Samba São Clemente, do Rio de Janeiro, que homenageou o ator Paulo Gustavo. Nesta terça-feira (26) ela posou com a sua fantasia do Carnaval ao lado do ator Rodrigo Pandolfo, que viveu Juliano, seu irmão no filme e falou da emoção desse momento.

Na legenda, ela contou sobre a sua amizade com o ator: "Muita gente não sabe, mas a gente já era irmão desde muito antes de 'Minha Mãe É Uma Peça'. Anos antes do sucesso nos cinemas, a arte já nos uniu. Juntos a gente rodou muito teatro, viajou muito de van, carregou muito cenário, distribuiu muita filipeta em praça de alimentação de shopping... a batalha diária da vida do artista, que muita gente insiste em não ver".