Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!

Sonhos Concretizados

Dois anos após se separar do Chiclete com Banana, Bell Marques afirma que hoje está mais seguro e feliz e já gravou o primeiro DVD solo

Por Eder Luis Santana Publicado em 08/01/2016, às 13h04 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h44

Bell Marques - Angelo Pontes
Bell Marques - Angelo Pontes
A vida pessoal e profissional de Bell Marques, 63 anos, mudou radicalmente desde o Carnaval de 2014, quando deixou para trás o Chiclete com Banana e deu início a uma nova fase na sua história. O cantor recebeu a CONTIGO! na cobertura onde mora, no bairro da Graça, em Salvador, e contou como os desafios têm sido intensos ao longo de quase dois anos à frente da gestão da própria carreira. Sua relação hoje é mais forte não apenas com o lado empresarial da música, mas também com a mulher, Ana Marques, 52, e os filhos Rafael, 28, e Filipe ‘Pipo’ Marques, 21, que também seguiram seu rastro musical ao fundar a banda Oito7Nove4. “Todo rompimento tem um preço. Tive de me estabilizar dentro de um mercado que estava conturbado”, recorda. 
Na época da entrevista, Bell se preparava para gravar o primeiro DVD da carreira solo durante o Réveillon de Fortaleza, com a participação de Wesley Safadão, 27, e dos dois herdeiros. A data não foi escolhida à toa: Bell ainda se sente em fase de recomeço e pretende deixar isso claro na virada do ano. “À meia-noite, quero dar um acorde de guitarra de arrepiar o povo”, dispara, com um sorriso que nunca o abandona. “Enxergo este DVD como o meu começo e o meu futuro”, completa.
MAIS TEMPO COM A MULHER
Bell analisa os quase dois anos da carreira-solo como “muito bem sucedidos” e confessa que se tornou também um empresário que mantém o olhar mais atento a todas as áreas do negócio. “Tenho de gerir, produzir, criar, construir e projetar. Tudo isso é muito duro, mas hoje me sinto seguro e feliz. Meus sonhos foram concretizados”, comenta o ícone da axé-music. E os novos rumos profissionais o aproximaram da família. Todos, inclusive sua esposa, atuam como empresários e participam das decisões. “Dividimos arranjos e pensamos a parte musical juntos. Isso não acontecia antes”, explica. “Hoje viajo mais com a Aninha, estamos mais tempos juntos. Antes não conseguíamos porque existia uma diretriz, mas construí um novo gerenciamento”, completa ele, que se diz “líder de uma alcateia” e diz que o segredo do sucesso é saber ouvir. “Quando aprendemos a ouvir, sabemos como conduzir nossa equipe e os familiares de modo mais produtivo. Quando se entra em debates e confrontos as relações se desgastam”, disse.


FONTE DA JUVENTUDE
Só no ano passado, Bell fez cerca de 130 shows pelo Brasil. Para aguentar o ritmo, ele tem uma alimentação balanceada, com pouco sal e gordura, e uma rotina diária de 40 minutos de exercícios e 10 quilômetros de corrida. “Não pretendo reduzir meu ritmo. Se deixar, assumo 200 shows por ano. Adoro o que faço!”, comenta. 
Mas não é só com dieta e malhação que Bell mantém a jovialidade. Paizão do tipo que acompanha de perto a vida dos filhos, ele também tem nos meninos uma boa fonte de rejuvenescimento. Foi com eles, por exemplo, que o músico descobriu a importância de interagir com os fãs nas redes sociais. Sua conta no Facebook tem mais de 260 mil seguidores, além de um canal no Youtube e 143 mil leitores no Twitter. “Quando saí para carreira solo Pipo e Rafa disseram: ‘Olha, a rede social é uma ferramenta extremamente necessária para o artista’. Acabei aprendendo. Isso é muito positivo. Devo muito a eles por essa reciclagem e renovação na minha vida”, completa, orgulhoso, o pai.