Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
BBB / ACIDENTE

Sonia Abrão faz apelo após depoimento do motorista de Rodrigo: “Tem que apertar”

Após depoimento de motorista envolvido no acidente de Rodrigo apresentar contradições, Sonia Abrão faz apelo e diz que autoridades precisam investigar

Redação Contigo! Publicado em 05/04/2022, às 16h58

Sonia Abrão faz apelo após depoimento do motorista de Rodrigo - Reprodução/RedeTV!/Globo
Sonia Abrão faz apelo após depoimento do motorista de Rodrigo - Reprodução/RedeTV!/Globo

Nesta terça-feira (05), durante a apresentação do A Tarde É Sua, da Rede TV!, a apresentadora Sonia Abrão comentou o depoimento do motorista de aplicativo que dirigia o veículo no momento do acidente do ex-BBB Rodrigo Mussi e falou sobre a contradição na fala do profissional.

É que, em um dos depoimentos, o rapaz falou a hora do acidente errada, para a comunicadora, apesar de entender o choque que ele pudesse estar no momento do ocorrido, a diferença do horário que realmente ocorreu a batida para o que ele relatou é muito grande.

“Ele diz que foi uma da manhã, quando todo mundo sabe que foi as três e o resgate ocorreu quase cinco. É muito defasado, não é porque ele estava em choque, a diferença é muito grande para ele ter se confundido, porque ele não sofreu nada fisicamente. Ele tinha consciência do horário”.

Em seguida, a apresentadora comenta que o motorista não informou o nome de Rodrigo na hora do resgate, o que ele provavelmente deveria saber, já que o aplicativo de corrida fornece o nome do passageiro: “Ele tem que ser [apertado pelas autoridades], olha o estado que o menino está”.

“Se você tem o nome da vítima, você entrega no resgate, como que guarda uma informação dessas 24 horas ou mais? É um absurdo, tem que ser investigado”. A comunicadora diz ainda que a empresa de aplicativos precisa rever a forma de trabalho de seus motoristas e questionar a quantidade de horas que as pessoas trabalham.

FAMILIARES INTRIGADOS 

Kaique Faustino Reis é investigado por suspeita de lesão corporal culposa e já admitiu que dormiu ao volante antes de bater na traseira de caminhão. Entretanto, o colunista Leo Dias, do Metrópoles, revelou na manhã de hoje (5) que a família de Mussi vê contradições no seu depoimento à Polícia.

Na mais importante delas, o motorista disse que a corrida aconteceu 1h30 da manhã, mas nas imagens mostradas pela TV Globo ele é visto saindo após às 3h. Outra questão que ainda intriga a família é porque o motorista não informou o nome do passageiro no momento do resgate.

Siga a Contigo! no Instagram!