Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Últimas / Teatro

Humorista discute com fãs de Bolsonaro e público abandona o show

Gustavo Mendes bate boca com eleitores de Bolsonaro e expulsa parte do público de seu show

Redação Contigo! Publicado em 31/08/2019, às 16h24 - Atualizado às 16h24

Gustavo Mendes - Reprodução / Instagram
Gustavo Mendes - Reprodução / Instagram

O humorista Gustavo Mendes – conhecido por interpretar Dilma Rousseff – criou uma confusão com os fãs do presidente Jair Bolsonaro durante um show em Minas Gerais.

Tudo começou quando o artista fez críticas ao governo de Bolsonaro.

Os eleitores presentes na plateia começaram a discutir com o comediante com opiniões contrárias. Até que Gustavo pediu que parte do público deixasse o teatro. Várias pessoas saíram da sala e ele continuou com o show até o fim.

Em um vídeo que circula pela internet, o humorista diz: “Que que é? Bolso o quê? Pode ir embora, eu devolvo o seu dinheiro. Eu tô respondendo uma crítica. Não fala todo mundo junto, não. Eu não tenho problema nenhum em expor opinião política. Quando expõe opinião política, eu ponho a minha. Entendeu? A real agora: pode levantar vocês aí, eu devolvo o dinheiro de vocês, porque eu quero vocês fora", disse ele. 

Assista ao vídeo aqui

Em suas redes sociais, Gustavo defendeu sua atitude com a plateia. "Parte da plateia, insatisfeita com as piadas sobre Bolsonaro se sentiu no direito de dizer o que eu posso ou não posso falar nos meus shows. E Isso nunca, amiguinhos, nunca vai acontecer, porque isso se chama censura e eu não vou aceitar essa tentativa de intimidação. Principalmente vindo de pessoas que se articularam para isso. O problema daquelas pessoas não eram as piadas políticas. Ora, eu sou Gustavo Mendes. Minha trajetória sempre foi de assumir posições com força e transparência, mesmo sabendo que isso incomodava muita gente. O humor é sempre oposição".

"Esse é o papel do artista e principalmente o do comediante: incomodar os poderosos. Onde estavam essas pessoas quando eu debochava da Dilma? Debochava do Temer? Eu amo meu público, mesmo aqueles que votaram no Bolsonaro, mas não vou me calar diante do que está acontecendo hoje no Brasil"