Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / POLÊMICA

Presa por supostos golpes, filha de Belo se defende de acusações: "Uma coisa ilegal"

Isadora Alkin afirmou não saber com o que estava envolvida; saiba mais

Redação Contigo! Publicado em 26/11/2020, às 10h32 - Atualizado em 09/12/2020, às 09h10

Presa por cometer golpes, filha do Belo se defende que acusações - Reprodução/Instagram
Presa por cometer golpes, filha do Belo se defende que acusações - Reprodução/Instagram

Isadora Alkin, filha do cantor Belo, está presa desde o dia 10 de novembro após ser pega em uma operação da Delegacia de Combate às Drogas, no Rio de Janeiro, que desarticulou uma organização criminosa especializada em golpes eletrônicos. 

O Portal Extra teve acesso aos depoimentos oficiais do caso e a jovem, de 21 anos, afirmou que não sabia que estava trabalhando para golpistas e aceitou o trabalho com a função de "coletar dados pessoais".

"Mas achava que era uma coisa ilegal, porém achava que essas pessoas seriam ressarcidas por alguma instituição financeira e não tinha certeza se elas perderiam determinado valor", disse. No depoimento, Isadora conta que trabalhou menos de um mês com a quadrilha e recebeu cerca de R$ 600 como ajuda de custo.

SOBRE O CRIME

De acordo com a Polícia Civil do Rio de Janeiro, 12 mulheres foram colocadas atrás das grades. O golpe aplicado pela quadrilha levavam as vítimas para repassar dados bancários e cartões de crédito a motoboys. As informações são da jornalista Fábia Oliveira, do portal O Dia.  A polícia calcula que o grupo lucrava de R$ 600 mil a R$ 1 milhão por mês.