Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / FUTEBOL

Neymar Jr. compartilhou texto sobre episódio de racismo em campo: "Preconceito e a intolerância são inaceitáveis"

Ele ainda completou: "Ontem, queria que os responsáveis pelo jogo se posicionassem"

Redação Contigo! Publicado em 14/09/2020, às 16h08

Neymar Jr. - Reprodução/ Instagram
Neymar Jr. - Reprodução/ Instagram

Nesta segunda-feira (14), Neymar Jr. utilizou as redes para se posicionar sobre o racismo em campo, especialmente após o episódio ocorrido na partida entre PSG e Olympique de Mardelha, quando o zagueiro espanhol Álvaro González, durante o jogo, chamou o brasileiro de “macaco”.

"Ontem, eu me revoltei. Fui punido com vermelho, porque quis dar um cascudo em quem me ofendeu. Achei que não poderia sair sem fazer nada, porque percebi que os responsáveis não fariam. Não percebiam, ou ignoravam. Durante o jogo, queriam dar a resposta como sempre. Jogando futebol. Os fatos mostram que não consegui. Me revoltei", começou o jogador.

Ele continuou: "Eu sou negro, filho de negro, neto e bisneto de negro. Tenho orgulho e não me vejo diferente de ninguém. Ontem, eu queria que os responsáveis pelo jogo (árbitro, auxiliares) se posicionassem de modo imparcial e entendessem que não cabe tal atitude preconceituosa".

Não é a primeira vez que episódios de racismo se dão no gramado. Ao fim, Neymar disse: "Agora, ontem perdi no jogo e me faltou sabedoria. Estar no centro dessa situação, ou ignorar um ato racista não vai ajudar. Eu sei, mas pacificar esse movimento "antirracismo" é obrigação nossa para que o menos privilegiado receba naturalmente sua defesa. Vamos nos encontrar novamente e vai ser do meu jeito. Jogando futebol. Fica na paz! Fica na paz! Você sabe o que falou, eu sei o que eu fiz! Mais amor ao mundo!".

APOIO

A influencer Rafaella Santos manifestou todo seu apoio ao irmão mais velho Neymar Jr. com uma postagem bastante comovente.

Após o jogador ser vítima de um comentário racista durante sua partida, Rafaella dividiu uma selfie nas redes sociais coladinha no craque. Sorridentes, eles mostram a semelhança física e ela declarou-se: "Eu te amo!". Mais cedo, a jovem cobrou punições contra os criminosos

"Vitórias e derrotas a gente aprendeu a lidar com o Juninho desde que ele é muito novinho, eu mais ainda, porque sou mais nova do que ele. Ele me ensinou que faz parte! Cresci assim, entre choros de derrotas e lágrimas das vitórias. Isso, mesmo eu ficando nervosa nos jogos, entendo que é o esporte. Aprendemos em todas as ocasiões, mas com racismo não", começou dizendo.

Veja: