Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Últimas / Caso de justiça

Milton Gonçalves e colegas acionam justiça contra Paulo Betti por suposto racismo

Ator terá de explicar na justiça após ser acusado de racismo por Milton Gonçalves

Redação Contigo! Publicado em 17/06/2019, às 16h55 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h47

Milton Gonçalves e Paulo Betti - Divulgação/Globo/Mauricio Fidalgo/João Cotta
Milton Gonçalves e Paulo Betti - Divulgação/Globo/Mauricio Fidalgo/João Cotta

O ator Paulo Betti está sendo acionado na justiça pelos colegas Milton Gonçalves, Cosme dos Santos e Jorge Coutinho por racismo.

Todo o caso gira em torno de uma conversa no Whatsapp em que Paulo enviou uma mensagem bastante ambígua.

O grupo de Whatsapp, chamado Profissão Artistas, envolvia a presidência de um sindicato do Rio de Janeiro, disputada por diferentes chapas, incluindo uma da qual Paulo faz parte e outra representada por Milton, Cosme e Jorge.

Ao falar do assunto, Paulo Betti escreveu: "A atual diretoria do sindicato está lá há muito tempo e tem uma forte representação negra, com Jorge Coutinho e o grande Milton Gonçalves, além do querido Cosme, isso complica bastante a luta, pois pode confundir as coisas. Daí a importância de conversarmos".

O processo está nas mãos do juiz Daniel Werneck Cotta, que decidiu que Paulo precisa se explicar no prazo de 15 dias. Trata-se de uma interpelação judicial, que, diferentemente de um processo penal, que busca a punição, e o civil, que busca a reparação, serve justamente para esclarecer declarações ou condutas.