Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!

Mayra Cardi descobre o que causou a inflamação no corte da cesariana

A história é surpreendente! Médica revela o mistério sobre o motivo dos perrengues na vida da coach

Redação Contigo! Publicado em 30/10/2018, às 20h32 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

Mayra Cardi - Reprodução
Mayra Cardi - Reprodução

A coach Mayra Cardi conseguiu receber um diagnóstico sobre o motivo de ter sofrido uma inflamação no corte do parto cesariana após o nascimento da filha, Sophia, fruto do casamento com Arthur Aguiar. Após passar pelo drama de ser forçada a fazer repouso para o corpo se recuperar, ela desabafou com os fãs ao contar que sofreu tudo isso por causa de sua antiga cicatriz da cesariana do nascimento de seu primeiro filho, Lucas, há 18 anos. Entenda:

A inflamação foi causada por uma reação do corpo quando a atual obstetra dela retirou os restos da linha que foi usada pelos antigos médicos para costurarem o útero da coach. Isso porque o tipo de linha usada no passado não foi totalmente absorvido pelo corpo dela. Quando a nova médica fez o outro corte na mesma região, encontrou algumas linhas restantes e as retirou, mas ainda sobraram alguns pedaços. No decorrer dos dias após o segundo parto, o corpo de Cardi tentou eliminar as linhas restantes e iniciou um processo inflamatório.

“Descobri o que estava infeccionando, inflamando, e abriu os meus pontos… Não era o meu excesso de esforço físico. Em um dos meus furinhos que abriu, saiu um pedaço de coisa azul, parecia uma luva de borracha, uma coisa esquisita. Aí eu perguntei para a minha obstetra e ela falou que na minha antiga cesarea, de 18 anos atras, eles usaram uma linha que meu corpo não absorveu. Acontece com algumas pessoas e não usam mais esse tipo de linha. Mas tinha alguns pedaços ainda, quando eu abriu, ela tentou tirar bastante, mas o corte que ela fez era menor do que o outro, então não conseguiu tirar tudo. Provavelmente foi isso que deu o processo inflamatório. Uma vez que abriu e mexeu, o meu corpo não gostou e começou a expulsar e começou o processo inflamatório. Rolou uma inflamação real da linha da cirurgia de 18 anos atrás. O corpo da gente é muito inteligente e ele mesmo abriu e começou a drenar”, disse ela.

Para controlar a inflamação, Mayra passou por um novo procedimento na clínica. “Hoje eu fiz uma lavagem. Ela colocou umas seringas, e lavou mesmo. Agora vou sobreviver”.