Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Últimas / Heroína Indígena

Livro tem heroína inspirada em povo indígena

Baseado nos mitos Huni Kuin, obra tem lançamento mundial em português, espanhol, inglês e hãtxa kuin

Redação Publicado em 18/04/2022, às 16h50

Divulgação
Divulgação

Mukani é uma menina indígena de nove anos, que apresenta bravura e muito mistério envolto em mágica. Originária da etnia Huni Kuin, ela possui o poder de se comunicar com animais, plantas e os espíritos encantados Yuxibu, sendo a única pessoa capaz de ajudar o povo de sua aldeia contra o plano de desmatamento do Mr. Txakabu, o Senhor do Mal.


Essa é a história do livro Mukani Descobre Sua Força, criada e escrita por Renata Tolli, empreendedora social e professora formada pelo extinto projeto CEFAM. A obra já foi pré-lançada nos Estados Unidos no dia 5 de março, em um evento anual da Vital Voices em Miami, fundação não governamental criada pela Hillary Clinton.

A autora contou com a ajuda da antropóloga Virginia Gandres, que atua na área há mais de 30 anos, e do professor e doutor Joaquim Maná Huni Kuī, um dos únicos indígenas no Brasil com PhD em linguística, que participa como conselheiro. As imagens ficaram a cargo dos artistas Vinícius Galhardo (capa e ilustrações) e Acelino Huni Kuī (figuras Hãtxa Kuin).

Minha ideia foi transformar a mitologia, daquela contada há mais de seis mil anos nas florestas, em uma aventura para as crianças se interessarem pelo tema. Mas eu quis contar de uma forma não antropológica”, explica Renata.

Ela também nos fala de onde veio a sua inspiração. “Nós não temos um super-herói da Marvel, por exemplo, que seja indígena e represente a América Latina. Então, nasceu em mim a vontade de colocar uma menina nesse papel”.

A obra é apresentada aos leitores em quatro línguas: português, espanhol, inglês e hãtxa kuin, idioma indígena tradicional do povo Huni Kuin. “A ideia de que uma parte do livro fosse traduzida em hãtxa kuin partiu do Dr. Joaquim Maná Huni Kuī, porque esse é o trabalho que ele vem fazendo no Acre: o de ensinar medicina no idioma hãtxa kuin. Eu adorei a ideia, e foi o nosso acordo”, revela a autora.

A grande lição deixada é o respeito ao próximo, aos seres vivos e aos mais velhos, assim como o sentido da amizade. Ou seja, Mukani representa os valores mais simples possíveis da vida, que são os de que nós mais precisamos. Eu quis fazer uma coisa mágica para as crianças olharem e pensarem: ‘Assim como Mukani, temos tantos poderes em nossas mãos’. Além de incentivá-las à leitura e a viver esse resgate cultural, em que possam falar com orgulho: ‘Eu não sou europeu, eu sou daqui, sou parte dos povos originários das Américas. E esses povos merecem respeito, por serem guerreiros que resistiram até agora’”, finaliza.

Para dar ainda mais vida a este universo, está sendo preparada uma trilha musical inspirada nele, com grandes nomes do heavy metal brasileiro, em que parte da arrecadação da venda, tanto física quanto digital, será repassada para Federação do Povo Huni Kui do Acre (FEPHAC), organização responsável por cuidar dos indígenas onde estão as tribos Huni Kuin.

O livro será lançado em versão digital e física, nos principais marketplaces, e em dois formatos trilíngues: português, inglês e hãtxa kuin, e espanhol, inglês e hãtxa kuin, mundialmente, no dia 19 de abril de 2022 – Dia do Índio – em parceria com a editora Inverso.


Conteúdo de responsabilidade de Hoffman & Obrian Marketing