Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Últimas / Empoderada

Geisy Arruda relembra humilhação e volta por cima após caso do microvestido

Musa desabafou sobre constrangimento na universidade: "Me expulsaram e me culparam"

Redação Contigo! Publicado em 22/07/2019, às 14h46 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h47

Geisy Arruda - Reprodução/Instagram
Geisy Arruda - Reprodução/Instagram

Geisy Arruda fez sucesso ao surgir com um microvestido em programa de TV.

A auto-intitulada blogueira da classe C participou nesta segunda-feira (22) do programa Olga, da RedeTV!. De vestido bem curtinho com estampas geométricas e uma jaqueta preta, ela brilhou e seduziu nas telinhas, além de falar sobre bullying.

Conversando com a apresentadora Olga Bongiovanni, Geisy relembrou o constrangimento pelo qual passou na universidade e que acabou lhe rendendo fama. "Eu era ofendida, de palavras de baixo calão. E todo mundo me culpava: 'ah, você foi com a roupa, você provocou, você instigou os alunos, a culpa é sua, por que você não foi com uma roupa mais comportada?'".

"Na primeira semana eu fiquei muito chateada, eu faltei vários dias na faculdade. Não só os universitários tinham acesso ao vídeo. Foi parar no Youtube e viralizou. Foi parar na CNN, New York Times, O Globo e eu não sabia como lidar com aquilo. De repente ficou muito gigantesco, e foi aí que a imprensa entrou. Quando eu tive meu primeiro contato com jornalista é que eles me explicaram 'você não é a culpada, você é a vítima'. E a primeira vez que eu conversei com um advogado e eu entendi que estava errado, e aí o jogo virou", contou Geisy.

Ao ser perguntada por Olga se ela terminou a faculdade, ela deixou claro: "Nunca mais voltei lá. Fui fazer teatro. Mas olha como isso me magoou muito, tanto que eu não consegui voltar. Eles me expulsaram, me culparam". Olga perguntou: "Teve processo?" e Geisy confirmou que a justiça ficou do seu lado: "Sim, eu ganhei. Demorou cinco anos pra sair o resultado e eu ganhei 50 mil reais de indenização, por danos morais".

O episódio ocorreu no ano de 2009, quando Geisy cursava Turismo em uma faculdade de São Paulo e foi hostilizada por um grupo enorme de alunos por usar um microvestido na faculdade. Na época, o tema do feminismo não era tão discutido na mídia tradicional, mas o episódio repercutiu internacionalmente. Passado o drama, ela aproveitou os holofotes, lançou uma linha de roupas e engatou trabalhos como modelo e atriz.

BUMBUM PODEROSO

Na quinta-feira passada (18), Geisy Arruda mostrou o principal motivo de preferir o calor: poder desfilar o corpão de biquíni. Ela aproveitou o #TBT e publicou uma foto de biquíni mínimo em ângulo certeiro, de tempos mais quentinhos.

"Um #tbt de como eu queria estar... Bronzeando minha boa b**da em uma temperatura 'caliente'", escreveu a musa na legenda, completando com hashtags que dizem: "Gostava de frio, mas agora já mudei de ideia".