Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Últimas / Novelas

Filipe Bragança celebra o sucesso como Benjamin na novela Órfãos da Terra

Ator de Órfãos da Terra conta sobre preparação para sua primeira novela na Globo e como é sua relação com os fãs

Redação Contigo! Publicado em 12/08/2019, às 18h54 - Atualizado às 19h28

Filipe Bragança - Globo / Selmy Yassuda
Filipe Bragança - Globo / Selmy Yassuda

Com apenas 18 anos de idade, o ator Filipe Bragança é um dos destaques do elenco jovem da novela Órfãos da Terra. Ele dá vida para Benjamin, um rapaz que foi apaixonado pela prima Laila (Julia Dalavia), mas, ao vê-la casada, teve que buscar outros caminhos. 

Em conversa com a CONTIGO!, o artista falou sobre seu amor pela atuação, a preparação para a novela da Globo e também a relação com os fãs. Solteiro, ele confessou que namoraria, sim, uma fã, se acontecer uma química entre os dois. 

Confira o bate-papo:

-Como é fazer sua primeira novela na Globo?
-É diferente, mas essencialmente funciona da mesma forma. Ainda assim, tem sido uma experiência única, por causa das pessoas que eu estou conhecendo, as histórias que estou contando e ouvindo, e, claro, o crescimento como artitsa e pessoa.

-Como foi a preparação para seu personagem?
-Foi uma preparação interessante com a nossa preparadora, Ana Kfouri, que consistia em criar uma dinâmica de família entre os atores que fazem parte desse núcleo. Foi uma delícia. Eu já conhecia o tema dos refugiados e estava absolutamente focado. Kaysar e Musipere, que são atores que estão na novela, têm me ensinado muito sobre a vida. Além disso, durante alguns workshops da novela, pudemos ouvir outras pessoas em situação de refúgio. Foi uma oportunidade de ouro.

-Como é sua relação com os fãs? Você já foi reconhecido na rua?
-Minha relação é boa com os telespectadores. O artista não é nada sem o público, e vice-versa. Por isso, tenho muito carinho por quem aprecia e acompanha meu trabalho. O reconhecimento traz situações engraçados. Uma vez, uma menina me reconheceu e pulou no meu pescoço em um abraço que quase me machucou. Em outra, quando eu e o ator Gabriel Santana estávamos em uma festa juntos, uma menina nos reconheceu e começou a gritar muito e a chorar, talvez por efeito do álcool que ela já devia ter ingerido na festa.

-Você gosta de se ver na novela?
-Gosto de me assistir para poder ter noção do meu trabalho em cena. Às vezes é terrível, porque fico pensando nas formas diferentes de fazer uma cena, um movimento ou entregar uma fala. Mas no geral, acho importante me assistir para poder melhorar o trabalho e entender mais o personagem.

-Você sempre quis ser ator?
-Desde que me entendo por gente, quero ser ator. Comecei cedo. Me apaixonei por teatro e cinema muito novo e, honestamente, acho que eu sequer conseguiria ter outra profissão que não a arte.

-Você tem apenas 18 anos. Dá para curtir esta fase da vida e trabalhar ao mesmo tempo?
-Bom, eu nunca fui muito festeiro. Sempre gostei de atividades mais caseiras, então sempre foi relativamente tranquilo conciliar as coisas. E mesmo trabalhando muito, consigo achar um momento para dar uma espairecida. Além disso, trabalhar com o que eu trabalho é a minha maior diversão.

-Você está namorando? Você namoraria com fã?
-Estou solteiro, tenho aproveitado muito a solteirice. Mas um romance sempre é bom. Sim, namoraria com uma fã. Se a admiração fosse recíproca.

-Qual é seu grande sonho profissional? E um sonho pessoal?​
-Acho que eu só me realizo pessoalmente quando eu estiver satisfeito profissionalmente. Sou apaixonado por filmes, então, se eu tivesse uma carreira respeitada como ator de cinema, eu estaria satisfeito.

Crédito das fotos: Vinícius Mochizuki