Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Últimas / CIDADE DE LUTO

Bruno Covas, prefeito de São Paulo, morre aos 41 anos após longa batalha contra um câncer raro

No início de seu segundo mandato, ele parte deixando o filho, Tomás, seu inseparável companheiro

Redação Contigo! Publicado em 16/05/2021, às 09h57

Morre aos 41 anos Bruno Covas, prefeito de São Paulo em segundo mandato
Morre aos 41 anos Bruno Covas, prefeito de São Paulo em segundo mandato - Reprodução/Instagram

Faleceu neste domingo (16) Bruno Covas, prefeito de São Paulo pelo segundo mandato. Ele não resistiu após a piora rápida de seu quadro clínico.

"O Prefeito de São Paulo Bruno Covas faleceu hoje às 08:20 em decorrência de um câncer da transição esôfago gástrica, com metástase ao diagnóstico, e suas complicações após longo período de tratamento. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês desde o dia 2 de maio, sob os cuidados das equipes médicas coordenadas pelo Prof. Dr. David Uip, Dr. Artur Katz, Dr. Tulio Eduardo Flesch Pfiffer, Prof. Dr. Raul Cutait e Prof. Dr. Roberto Kalil", diz a nota divulgada pela Prefeitura de São Paulo.

Covas estava internado desde o início de maio no Hospital Sírio Libanês.

Na sexta-feira, um boletim médico informou que seu estado de saúde era irreversível.

Em uma brava luta contra a doença, o prefeito se afastou totalmente dos compromissos profissionais após o aparecimento de novos tumores no final de abril. Ele passou a se dedicar integralmente ao tratamento contra a doença.

Em abril, exames clínicos realizados pelos médicos que coordenam há anos a luta do político contra a doença diagnosticaram pontos de tumores no fígado e nos ossos. Por conta das complicações, ele começou a passar por sessões de quimioterapia com imunoterapia.

Em fevereiro, médicos realizaram uma coletiva de imprensa em que revelaram novos detalhes sobre a saúde de Covas. Descoberto em 2019, o câncer atacava o cárdio, região que liga o esôfago ao estômago.

“Observou-se o surgimento de um pequeno nódulo hepático, o que nos sugere que de alguma forma a doença tenha conseguido ganhar terreno apesar da imunoterapia”, afirmou na época o oncologista Artur Katz. É ele quem coordena o tratamento de Covas no Hospital Sírio-libanês, em São Paulo.

Nos últimos dias, o prefeito recebeu visitas de amigos e familiares. No Dia das Mães, há cinco dias, ele publicou uma mensagem comovente ao lado do filho.

"Continuo a lutar aqui no hospital, sem baixar a cabeça e sem perder minha motivação. Muita força, foco e fé. Espero logo estar junto de vocês para agradecer por todo carinho", escreveu.

Bruno Covas tinha 41 anos e deixa o filho Tomás, de 15 anos, seu eterno parceiro.