Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Novelas / Último capítulo

Nos Tempos do Imperador: Selton Mello se despede de dom Pedro II com viagem no tempo

Após a morte do monarca, Selton Mello se despede com explicação sucinta de valorização da história do país; confira o recado que o ator deixou

Redação CONTIGO! Publicado em 04/02/2022, às 20h35

Após a morte do monarca, Selton Mello se despede com explicação sucinta de valorização da história do país; confira o recado que o ator deixou - Reprodução/TV Globo
Após a morte do monarca, Selton Mello se despede com explicação sucinta de valorização da história do país; confira o recado que o ator deixou - Reprodução/TV Globo

Na noite desta sexta-feira (4), foi ao ar o último capítulo de Nos Tempos do Imperador, na Globo. Nos minutos finais da trama, o protagonista Selton Mello deixa o personagem e faz uma viagem no tempo para mostrar como está o local que é simbolo da história do país: Museu Nacional.

O intérprete de dom Pedro II na trama finaliza seu trabalho dando voz a um professor/historiador que caminha com alguns jovens dentro do museu localizado no Rio de Janeiro e que foi a moradia do imperador por diversos anos antes de partir para seu exílio na Europa.

O ator coloca fim a novela das 6 explicando a história do local e sua importância para a população. Em sua fala, ele ressalta o incêndio que destruiu maior parte do local há quase quatro anos: "Infelizmente em 2018 um incêndio destruiu oitenta e cinco por cento do seu acervo fabuloso. Aqui, múmias egípcias conviviam harmonicamente com objetos dos antigos gregos, fósseis pré-históricos, peças de mineralogia, muitos exemplares de peças indígenas e um presente dos céus: o meteorito bendegó."

"Era então o maior museu de história natural da América Latina. O museu está sendo reconstruído graças ao trabalho incansável de cientistas, arquitetos, construtores e restauradores e também através das campanhas que já conseguiram arrecadar uma boa parte do valor necessário para reconstrução e a doação de coleções particulares que formaram o novo acervo", explicou ele, durante seu tour pelo museu em reconstrução.

Mello acrescenta: "Sei que em nossas aulas, já falei muito a vocês sobre o nosso último imperador, mas eu vou acrescentar mais uma frase. Vejam só, de um republicano, José Veríssimo. Ele diz assim, sobre o reinado de Dom Pedro: 'Todo pensávamos, como queríamos e dizíamos o que pensávamos. Eu não sei que maior elogio se possa fazer é um estadista' ".

Para finalizar a obra escrita por Alessandro Marson e Thereza Falcão, o artista deixa um recado para o público: "Que a reabertura do museu seja o prenúncio de um país melhor, mais justo, mais luminoso e mais próximo do que o imperador idealizou. Porque nós não temos como corrigir o passado, mas nós podemos, mais do que isso, devemos aprender com ele para iluminar o presente e construir um futuro melhor".

Com o fim de Nos Tempos do Imperador, a nova novela das seis, de Alessandra Poggi, chega para encantar o público. Na próxima segunda-feira (7), estreia Além da Ilusão, trama estrelada por Larissa Manoela e Rafael Vitti.

ASSASSINO REVELADO

Na noite desta sexta-feira (4), a Globo exibiu o último capítulo de Nos Tempos do Imperador. O desfecho do vilão Tonico Rocha (Alexandre Nero) foi comemorado por muitos fãs da trama nas redes sociais.

Nas últimas cenas, o crápula foi assassinato a tiros, mas o autor do crime foi preservado para fazer o mistério famoso na teledramaturgia - o quem matou?. No entanto, os detalhes da morte do grande rival de Dom Pedro II (Selton Mello) foi revelado.

Durante uma conversa, Dolores e Nélio relembram o momento em que recuperaram a filha, Mercedes, do esconderijo armado por Tonico e passam por momentos de desespero.

Siga a Contigo! nas redes sociais.