Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / DESOLADA

Preta Gil se revolta com morte de Paulo Gustavo e de brasileiros vítimas da Covid-19: “Não dá mais pra aceitar”

Em extenso desabafo, ela ainda afirmou, inconformada, que a morte do ator poderia ter sido evitada

Redação Contigo! Publicado em 11/05/2021, às 09h18

Preta Gil se revolta com morte de Paulo Gustavo e de brasileiros vítimas da Covid-19: “Não dá mais pra aceitar” - Reprodução/Instagram
Preta Gil se revolta com morte de Paulo Gustavo e de brasileiros vítimas da Covid-19: “Não dá mais pra aceitar” - Reprodução/Instagram

Preta Gil surgiu nas redes sociais revoltadíssima com o número de brasileiros vítimas da Covid-19.

Ainda inconformada com a morte de seu grande amigo, Paulo Gustavo, que faleceu no último dia 4 devido às complicações da doença, ela fez um grande desabafo em publicação no Instagram na noite da última segunda-feira (10).

Ao compartilhar imagem com o número exorbitante de mortes no Brasil em decorrência do vírus, a artista lamentou.

É difícil aceitar que meu amigo irmão, Paulo Gustavo, morreu por conta de uma doença que existe vacina! Meu coração aperta toda vez que o noticiário de mortes é atualizado, milhares de famílias estão com esse mesmo aperto no coração que eu estou sentindo”, escreveu ela afirmando que a morte do humorista poderia ter sido evitada com a vacinação mais apressada.

Ela continuou. “Paulo, não era grupo de risco, Paulo teve acesso a todos os recursos para a recuperação e mesmo assim ele faz parte das mais de 420 mil mortes pela Covid. Não é brincadeira, não existe mais grupo de risco, todos nós estamos em risco!”, alertou.

Na sequência, ela expressou sua indignação com o descaso de alguns brasileiros que estão ignorando o distanciamento social. “É impossível você que está indo para festas clandestinas ficar com a consciência tranquila em meio a tanta coisa acontecendo. Não temos nada a comemorar, muito pelo contrário”, criticou.

Desolada, Preta Gil finalizou dizendo que é inadmissível que a população continue concordando com a lentidão da vacinação no país. “Não dá mais para aceitar que as vacinações estejam acontecendo de maneira tão lenta, nosso direito à vida está sendo negado. Eu não aguento mais ver nosso país nesse caminho desolador, sem vacinas, sem investimento e com milhares de famílias tendo que enterrar todos os dias seus entes queridos”.

A cantora Luísa Sonza também se mostrou abalada na noite do último domingo (09) e fez também um desabafo nas redes sociais sobre o momento turbulento que o país enfrenta.

No Twitter, a cantora não economizou críticas ao se referir à performance do governo no combate da pandemia da Covid-19 em um desabafo em seu perfil.

Tá tudo uma m****. Ver o Brasil nesse estado é desesperador. Todo dia é um esforço imenso pra ter vontade de abrir um sorriso e seguir trabalhando e fazendo as coisas, como seguir vivendo vendo tanta gente morrendo nesse país por causa do descaso de um governo genocida?”, disse ela.