Contigo!
Busca
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Youtube Contigo!Tiktok Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / TRISTEZA

Onze dias após a morte, viúva de Erasmo Carlos fica sem chão em desabafo: "Silêncio perturbador"

Fernanda Esteves, a viúva de Erasmo Carlos fica sem chão ao contar sua rotina após o falecimento do cantor; veja

Redação Contigo! Publicado em 03/12/2022, às 19h07

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Onze dias após a morte, viúva de Erasmo Carlos fica sem chão em desabafo: "Silêncio perturbador" - Reprodução/Instagram
Onze dias após a morte, viúva de Erasmo Carlos fica sem chão em desabafo: "Silêncio perturbador" - Reprodução/Instagram

Fernanda Esteves, a viúva de Erasmo Carlos, deixou os seguidores preocupados neste sábado (3) ao fazer um desabafo tocante onze dias após a morte do cantor. 

Em seu Instagram, ela resgatou um clique antigo com o marido e disse que está tentando voltar a rotina, apesar da dor.

"Hoje você foi o assunto… Novidade, né? Amor, hoje eu ri, chorei, senti ciúmes, e revi pessoas que nós víamos sempre. As pessoas que atendiam a gente no 'Ora, pois' me deram um abraço, nem esperava que me reconhecessem. Adivinha se eu chorei! Por acaso a mesa que você sempre escolhia estava esperando por nós, e seu lugar ficou vago, e eu te incluí nas conversas", começou ela.

Em seguida, ela lamentou a dor de estar conversando sozinha nos últimos dias, desejando que o amado ainda estivesse lá: "Continuo experimentando os Bloody Mary’s por aí… e vou te dizer que ainda prefiro o meu, amor. Acho que você também preferiria. Seu silêncio é perturbador! Vido, o Léo em silêncio me lembra você. Durante todo nosso relacionamento eu fazia contas… pensava: E se eu tivesse aparecido antes? 18 anos estava bom… aí se ele viver até 90… acho que a gente consegue 95… o Raphael te chamava de Benjamin Burtton, dizia que você só melhorava".

Fernanda ainda desejou voltar no tempo para ter mais registros de Erasmo Carlos. "E agora eu estou aqui lamentando segundos, as horas que eu vinha em casa tomar banho, todas as vezes que não estava colada com você! Queria ter te filmado mais, fotografado mais… mas eu te admirei muito! Amor, as pessoas são muito vagas em relação ao seu contato comigo ou nosso reencontro, na verdade, ninguém sabe o que acontece".

Ela seguiu narrando alguns acontecimentos da última semana e finalizou citando a imensa dor que sente diariamente: "Parece que agora eu tenho o amor de nós dois dentro de mim, mas precisava da sua morte pra isso? O amor de nós dois tinha que representar vida. No hospital você disse que não achava minha vida fácil, disse que queria melhorar tudo, que seríamos muito felizes juntos. Amor, quem faz as coisas entendeu tudo errado e me ferrou de vez. Sabe aquele anjo que passa e diz amém? Ele estava surdo!"

MÁGOA

Viúva de Erasmo Carlos, a pedagoga Fernanda Esteves fez um desabafo comovente nesta sexta-feira (2) ao publicar um novo relato de seus dias de dor profunda desde a morte do músico.

Ela lembrou os dias em que ele ficou internado e como ela reagia à cada evolução.

"Vido, quando você foi para o quarto e tirou os acessos eu não conseguia segurar as saudades. Não era difícil que médicos e enfermeiros me encontrassem deitada com você na cama. Me levantava rapidamente e pedia desculpas… depois fui ficando folgada e dizendo: é que estou com saudades!
Eu vinha até a nossa casa, tomava banho e voltava, algumas vezes te encontrava comendo, mas logo que você acabava eu conseguia me aninhar um pouquinho. Algumas vezes cochilava, mas não ficava muito porque tinha medo de te prejudicar", declarou.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!