Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / INVASÃO

Mansão de Agnaldo Timóteo no Rio de Janeiro é depredada e queimada por invasores

Após morte do cantor por complicações da Covid-19, família disputa herança na justiça

Redação Contigo! Publicado em 25/08/2021, às 19h38

Mansão de Agnaldo Timóteo no Rio de Janeiro é depredada e queimada por invasores - Instagram
Mansão de Agnaldo Timóteo no Rio de Janeiro é depredada e queimada por invasores - Instagram

Em meio à disputa pela herança de Agnaldo Timóteo, vítima da Covid-19, invasores atearam fogo na mansão do cantor, localizada na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Segundo informações preliminares, divulgadas em primeira mão pelo Cidade Alerta, da Record TV, nesta terça-feira (24), um casal teria pulado um muro para vandalizar a propriedade.

"Uma pessoa que está na casa, cuidando da manutenção do local, acordou com um barulho por volta das 2h. Ela foi ver o que estava acontecendo e viu esse casal ateando fogo. Apesar do susto, ela agiu rapidamente e conseguiu apagar as chamas", relatou o repórter Bernardo Armani durante a participação no programa de Luiz Bacci.

As informações foram confirmadas pela filha do cantor, Keyty Evelyn. Ao Notícias da TV, a jovem, de 14 anos, confirmou o ataque e explicou que os suspeitos atearam fogo na placa de venda da casa.

Esse não é o primeiro ataque à residência, que já teve os vidros quebrados. Familiares suspeitam que os ataques tenham sido motivados pela distribuição da herança, avaliada em R$ 16 milhões.

A MORTE

Conhecido pela afinação impecável que demonstrava como cantor e por um romantismo potente em suas interpretações, o cantor Agnaldo Timóteo, que partiu neste sábado (3) aos 84 anos após complicações da Covid-19, era um furacão. Para além de sua carreira e da legião de fãs apaixonados que sempre o acompanhou, o cantor era também dono de uma coragem rara.

Dono de opiniões firmes, um humor peculiar e sem medo de se meter em polêmicas, o cantor era presença garantida em programas de auditório. Em suas passagens pela TV, elevava os níveis de audiência e também construía inimizades.

Veja: