Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / DESABAFO

Ex-bailarina do Faustão chora ao relatar racismo: "Alegria de pobre dura pouco"

Ex-bailarina do Faustão, Carol Tozaki diz que foi discriminada ao tentar fazer compras em um shopping da cidade

Redação Contigo! Publicado em 04/11/2021, às 18h12

Ex-bailarina do Faustão, Carol Tozaki surge aos prantos ao relatar racismo em São Paulo - Instagram
Ex-bailarina do Faustão, Carol Tozaki surge aos prantos ao relatar racismo em São Paulo - Instagram

Ex-bailarina do Faustão, Carol Dias Tozaki usou as redes sociais na última quarta-feira (04) para falar sobre um episódio de racismo que sofreu no shopping Iguatemi, na zona sul de São Paulo.

Aos prantos, a musa, que atualmente mora em Londres, disse que o episódio acabou com o seu dia e que desde a hora que entrou no local sentiu que estava sendo observada pelas pessoas.

“Eu estava super feliz de estar em São Paulo, mas alegria de pobre dura pouco. Eu vim falar sobre algo que aconteceu comigo no shopping e eu estou muito triste e eu amo São Paulo, mas esse é um dos motivos pelo qual eu não tenho vontade de morar aqui no Brasil, porque as pessoas são muito racistas, preconceituosas, não importa se você tem dinheiro, se você tem condições”, iniciou ela.

A dançarina disse que se sentiu coagida, e que mesmo pessoas que usam roupas ou acessórios mais caros, acabam sendo julgadas, ainda que elas tenham condições de frequentar o shopping, considerado um dos mais caros da capital paulista.

“Sei que muitas pessoas vão falar que é ‘mimimi’, mas isso é real, acontece. Eu vim comprar uma jaqueta de couro e eu entrei na loja de uma marca que eu gosto muito e eu senti o desprazer de ser atendida por pessoas que não queria me atender, parecei que na cabeça deles, eu não iria comprar e isso me dói muito.”, desabafou em lágrimas.

A musa, que disse que não ver a hora de voltar para o país europeu onde vive, falou ainda que estava sendo observada pela segurança do shopping: “Andando e os seguranças olhando para você, isso é muito ruim, muito triste. Por isso que o Brasil não vai para frente”.

INDIGNADA

A artista garantiu ainda que só costuma fazer uma produção mais caprichada para ir a lugares comuns quando está o Brasil, justamente por conta dos episódios de racismo. Ela disse que estava indignada e que é inadmissível que um país com tanta miscigenação seja preconceituoso.

“Aqui não importa de onde você veio ou a educação que você teve, eles vão te julgar pelo tom da tua pele, pelo jeito que você está vestido, por isso eu não gosto de morar aqui”, disse ela.