Contigo!
Busca
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Youtube Contigo!Tiktok Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / ENTENDA!

Doença de Crohn: O que é a inflamação que afeta Evaristo Costa?

Saiba o que é, quais os sintomas e como é feito o tratamento da Doença de Crohn, que deixou Evaristo Costa internado na UTI

Luisa Scavone

por Luisa Scavone

lscavone_colab@caras.com.br

Publicado em 17/01/2024, às 17h22

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Evaristo Costa internado - Reprodução/ Instagram
Evaristo Costa internado - Reprodução/ Instagram

Evaristo Costa ficou internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital em Cambridge, na Inglaterra, onde mora. Ele sofre de Doença de Crohn, uma inflamação que se agravou nos últimos dias e causou uma infecção. Em conversa com a CONTIGO!, o Dr. Luís Gustavo Langoni Mariotti, médico geral especialista em Geriatria, contou o que é e quais são os sintomas dessa doença.

O que é a Doença de Crohn?

De acordo com o profissional, é uma doença inflamatória intestinal que pode atingir qualquer ponto do trato gastrointestinal (da boca ao anus), mas que acomete com mais frequencia parte do intestino fino (íleo) e o intestino grosso (os cólons). “A incidência é maior a partir dos 15 anos de idade (pode aparecer em qualquer idade), com pico ao redor dos 25-30 anos, acometendo mais homens que mulheres”, explicou.

Quais são os sintomas?

“Os sintomas e sinais podem ser sistêmicos ou extraintestinais, como erupções na pele, inflamação das articulações (artrite) e olhos, anemia, fadiga, febre e perda de peso”, afirmou. “Já as manifestações intestinais mais frequentes são diarreias, distensão abdominal, cólicas abdominais e náuseas”.

Entretanto, esses sintomas podem ser confundidos com outras condições de saúde, o que leva ao atraso do diagnóstico e um maior sofrimento por parte do paciente, segundo o médico.

O que causa a doença de Crohn?

Em entrevista exclusiva, ele ainda explicou que existem diversos fatores que podem levar à inflamação. “A predisposição genética tem um papel mais relevante (pessoas que têm história na família de Doença de Crohn têm um risco maior de manifestação)”, explicou.

Mas não para por aí: “Outros fatores associados são tabagismo, dieta não saudável (por exemplo, consumo de alimentos industrializados) e história prévia de infecções intestinais (levando a alteração da microbiota intestinal)”.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico da Doença de Crohn é feito a partir das queixas do paciente, exame físico e alguns complementares. “Endoscópicos, radiológicos, laboratoriais de sangue, fezes e biopsia do tecido do intestino”, afirmou o profissional.

Como é feito o tratamento?

Por mais que existe o controle ou remissão da doença, o que melhora a qualidade de vida do paciente, trata-se de uma condição crônica. Ele é feito com drogas imunossupressoras e biológicos, além dos corticoides, segundo o médico em conversa com a CONTIGO!.

“O objetivo é controle de sintomas na medida em que se controla o processo inflamatório, além do tratamento de outras condições que podem estar associados como infecções associadas, dor e a desnutrição”.

Quando a doença é grave?

“Pode ser grave quando ocorre complicações (perfuração, estreitamento da luz intestinal ou infecções generalizadas). De forma geral, a mensagem que deve ficar é que podemos tentar minimizar o risco de ter a doença através de uma alimentação rica em frutas, vegetais, grãos, não fumar e evitar o consumo abusivo de álcool, além das medidas de higiene para evitar infecções”, finalizou o Dr. Luís Gustavo Langoni Mariotti.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!