Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / BELEZA

Cleo se defende de críticas sobre padrão de beleza: "Não pode mais existir?"

A atriz relembrou 'linchamento' que sofreu após fazer plásticas e ganhar peso: "Me chamavam de lixo humano"

Redação Contigo! Publicado em 28/07/2020, às 18h26 - Atualizado às 18h36

Cleo se defende de críticas sobre padrão de beleza - Instagram
Cleo se defende de críticas sobre padrão de beleza - Instagram

Nos últimos anos, Cleo tem levantado publicamente a bandeira da autoaceitação — mas a atitude, apesar de positiva, veio com os seus custos.

Em live com a modelo Letícia Muniz no Instagram do Mídia Ninja, a atriz relembrou mais uma vez da pressão psicológica que sofreu de parte do público após ganhar peso e sair do padrão estático aceito pela sociedade.

"Você não pode querer certas coisas como mulher, e desejar chegar em certos lugares como mulher. É muita coisa alimentando esse nosso 'autoódio'", disse ela, que desabafou: "Pressão de estética, ou body shaming, é algo que todas as mulheres sofrem. Eu ainda continuo, mas saí um pouquinho e começou a porradaria. É só sair do padrão que você não pode mais existir?"

"Você vê as mudanças das pessoas com você. É quase como se não te levassem mais a sério. Eu comecei a olhar mais para dentro. Foi uma nova forma de olhar para mim e ficar mais minha amiga. Descobri pessoas leais, que realmente me amam. No meu trabalho, as pessoas ainda são muito preconceituosas. Novas marcas chegaram, e, claro, outras se afastaram", contou Cleo, que também foi criticada pelas plásticas que fez.

"Roteiristas e diretores acharam que eu tinha ficado deformada de tantas plásticas e não quiseram mais trabalhar comigo. Mas acontece. Como eu sou pública, foi um linchamento mesmo. Tinha gente que falava ‘lixo humano’, e eu me sentia atacada", disse.

RELACIONAMENTO ABUSIVO

Recentemente, Cleo abriu a intimidade ao responder um usuário das redes, que queria saber se ela já viveu um relacionamento abusivo:

“Sim, já passei por relacionamento abusivo. Acredito que todo mundo, infelizmente, já tenha passado por isso. Por mais que a gente seja desconstruída, o que confunde muito é que nem sempre a relação abusiva que você vive ou viveu é um relacionamento amoroso. Tem gente quer tem amizades abusivas, pais abusivos. O abuso não precisa ser físico, pode ser psicológico e emocional”, disse.