Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!

Thiago Gagliasso se pronuncia sobre climão com Bruno Gagliasso na festa da mãe

Irmão de ator global dá sua opinião sobre distanciamento entre eles: 'Não precisamos ser melhores amigos'

Redação Contigo! Publicado em 16/04/2019, às 15h36 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h47

Thiago e Bruno Gagliasso - Reprodução / Instagram
Thiago e Bruno Gagliasso - Reprodução / Instagram

O ator Thiago Gagliasso se pronunciou sobre o climão com o irmão, Bruno Gagliasso, na festa de aniversário da mãe, Lúcia.

Segundo a imprensa, os dois não teriam se aproximado durante a celebração e estavam acompanhados apenas dos filhos.

No Fofocalizando, do SBT, o mais novo falou sobre o distanciamento entre os dois na festa.

“Ele foi com a Titi, meu filho também estava lá. Sentamos em mesas separadas, mas tranquilo, nos respeitamos. As crianças brincaram, a festa foi divertida. Não precisamos ser melhores amigos, mas vamos sempre nos respeitar e pensar na alegria da minha mãe, que é o mais importante”, afirmou ele, segundo o colunista Leo Dias.

POLÊMICA

O ator Thiago Gagliasso abriu o coração ao participar do programa Superpop desta quarta-feira (20).

Ele falou pela primeira vez na TV sobre a polêmica que o afastou de Bruno Gagliasso, seu irmão.

"Eu não tenho vontade nenhuma de estar com ele nesse momento", declarou ele que afirmou que os dois não tem mais afinidade. "Eu não sei o que está acontecendo. Ele não é mais o mesmo", disse.

Thiago também contou que não foi visitá-lo no hospital. O ator esteve internado após uma cirurgia para a retirada de pedras nos rins.

“Eu não fui no hospital, mandei mensagem pra ele só que estava bloqueado [no aplicativo de mensagens]. Mandei mensagem pra minha mãe, ela mandou pra ele, não sei qual foi a reação, mas acho que ele aceitou [pedido de desculpas e melhoras]”, contou.

Thiago disse que não guarda mágoas pelo irmão. “Queria ter ido visitá-lo, às pazes já estão feitas no meu coração, só tenho gratidão a ele, de verdade. Não é o momento porque a gente pensa diferente. Não ia ser bom nem pra mim, nem pra ele essa aproximação nesse momento. Acho que ele tem que olhar pra dentro dele pra ele também saber perdoar, me enxergar e eu também”. 

Ao rever uma declaração do global ao seu pai - que foi padrasto de Bruno - ele também soltou o verbo.

"Eu já tive mutio ciúmes, meu pai cuidava muito do Bruno como pai, ele pegou uma fase financeira e meu pai não pode ser isso pra mim. Mas nunca faltou companheirismo, mas não tenho mágoa. Ele se afastou do meu pai. Aquele ali era o meu irmão, era o Bruno, olhava, falava", disse.