ultimas   / ESCOLHA SEU SALÁRIO

“Sou muito intensa, curiosa e achei que o jornalismo fosse a minha paixão”, admite Sophia Maia

Ela descobriu em sua maior dificuldade o segredo para alcançar o reconhecimento profissional que sempre sonhou

Da Redação Publicado sexta 31 julho, 2020

Ela descobriu em sua maior dificuldade o segredo para alcançar o reconhecimento profissional que sempre sonhou
“Achei que o jornalismo fosse a minha paixão”, admite Sophia Maia - Reprodução

Sempre trabalhei bastante desde muito nova. Ajudava meus pais no comércio de roupas e fazia doces para vender e, assim, conseguia ter o meu próprio dinheiro. Apesar de estar envolvida com vendas diretas, sentia que aquele não era o meu universo, por mais que eu o fizesse bem.

Na escola, eu me interessava muito pelas artes, esportes e, com o passar do tempo, percebi que algo sempre estava presente: a comunicação. Com a ajuda de testes vocacionais e conversas com profissionais de diversas áreas, a comunicação social era o caminho que queria seguir. Sempre fui muito intensa, curiosa e gostava muito de falar, então, no início achei que o jornalismo fosse a minha paixão, pois era algo que estava descobrindo e que me encantava. Entretanto, decidi mudar um pouco o rumo e prestar vestibular para publicidade no finalzinho do ensino médio. Conseguia ver que as possibilidades na área do marketing eram infinitas, permitindo que eu trabalhasse em diversas frentes. Com isso, sabia que poderia encontrar emprego em um hospital, em um shopping e até mesmo no setor público, pois todo mundo precisa vender, seja um produto, um serviço ou uma ideia.

A faculdade me apresentava desafios diários e eu adorava isso, pois amava o que estava aprendendo ali, mas sabia que tudo ainda era muito limitado. Somente inserida no mercado poderia compreender a realidade da profissão e onde estariam as melhores oportunidades que abririam as portas para uma carreira de sucesso. O mais engraçado é que hoje, aos 25 anos, posso dizer que encontrei o meu lugar fazendo justamente o que achava que não gostava — com vendas.

Atualmente, sou responsável pelo marketing de uma empresa que cresce a cada ano que passa, ganhando espaço no Brasil e no exterior. Mas nada disso teria sido possível sem a mentoria do Lásaro do Carmo Jr., uma pessoa que realmente conhece os caminhos do mundo corporativo e como tomar as melhores decisões. Ele tem sido um mentor para mim por meio de seus cursos, como o Escolha Seu Salário, que é voltado principalmente para universitários, jovens iniciando suas carreiras e gestores insatisfeitos com o que ganham.

Percebo que, somente através dos resultados que entrego para a empresa, é possível alcançar meu reconhecimento e crescer ainda mais como líder, formando um time capacitado. Hoje eu entendo que não depende só da empresa, mas das minhas atitudes e do compromisso com o meu trabalho todos os dias.
 

Último acesso: 13 Aug 2020 - 21:34:57 (1118587).