Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!

Sandro Pedroso posa ao lado de Jessica Costa e desabafa: ''Tentaram destruir a minha família''

Genro do sertanejo Leonardo fez desabafo misterioso com indireta; leia

Redação Contigo! Publicado em 16/08/2019, às 11h37 - Atualizado às 11h37

Sandro Pedroso - Reprodução
Sandro Pedroso - Reprodução

O mágico e ator Sandro Pedroso usou as redes sociais nesta quinta-feira (15) para fazer um desabafo.

Ele publicou uma foto ao lado do filho e da esposa, Jessica Costa, e soltou o verbo.

"Só Deus sabe quantas vezes tentaram destruir a minha família... Mas a minha família é blindada pelo sangue de Jesus Cristo!", disse ele na legenda da imagem.

Nos comentários, os fãs anunciaram apoio ao casal. 

"Pior é as pessoas todos os dias perguntando se você estava separando", apoiou um fã. "Família linda", completou outro.

REVELAÇÃO

A youtuber Jessica Beatriz Costa, filha do cantor Leonardo, abriu o coração ao explicar o motivo de ter uma grande cicatriz entre os seios. A musa mostrou uma foto da época em que foi submetida a uma cirurgia cardíaca quando ainda era criança. Ela contou que a cicatriz é fruto deste procedimento que salvou a sua vida quando era muito pequena.

“Gente, sabe aquela cicatriz ‘estranha’ que eu tenho entre meus seios? É a cicatriz de um problema cardíaco congênito. E sempre que eu leio algum comentário ruim sobre a minha cicatriz me magoa muito. Sabe porque? Porque eu vejo ela como uma cicatriz de um milagre na minha vida! Que o meu Deus fez por mim. Então tenho orgulho de expor ela, sim", afirmou. 

Logo depois, Jessica fez um desabafo sobre os comentários maldosos que recebe. "E hoje, nesse exato momento (5:21 da manhã) eu não consigo dormir porque me magoa muito pensar que existem pessoas que não conseguem simplesmente aceitar as diferenças do ser humano. Então, em um modo de desabafo, eu venho pedir para vocês por favor pararem de julgar o outro sem saber a história real. Parem de apontar dedos principalmente nas redes sociais. Pessoas públicas ainda são seres humanos. E pessoas que escolheram não ser públicas também são".