Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Últimas / Saúde

Nas redes, Carla Prata desabafa sobre luta contra doença rara: ''Minhas paralisias duraram 4 dias''

A ex-bailarina do Faustão falou sobre sua doença grave que causa paralisia: ''Não tem cura e é muito rara''

Redação Contigo! Publicado em 03/06/2019, às 15h51 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h47

Carla Prata - Reprodução/Instagram
Carla Prata - Reprodução/Instagram

Ex-bailarina do Domingão do Faustão, Carla Prata usou as redes sociais para falar de um assunto muito sério.

No Stories do Instagram, a morena relembrou o seu diagnóstico de miastenia gravis — que é uma doença autoimune rara, ocasionada por uma falha da comunicação dos nervos com os músculos do corpo.

"Queria falar com vocês miastenia gravis. Muitos de vocês não devem ter noção do que isso significa. É uma doença autoimune que eu tenho, não tem cura, é muito rara no mundo inteiro. É também muito difícil de diagnosticar. No meu caso, operei o timo, que é uma glândula grudada no coração, responsável pela nossa defesa até uma certa idade. Isso foi em 2016, mas em janeiro de 2017 eu tive a minha primeira paralisia. Foi o meu oftalologista que suspeitou, de acordo com o que contei sobre o tumor de 20 centímetros no timo", revelou ela, que já presenciou casos extremos.

"Como é uma doença muito rara e grave, as pessoas não sabem muito sobre, porque ela se deselvolve de maneira diferente de indivíduo para indivíduo. Ontem, por exemplo, conheci uma pessoa que ficou na cadeira de rodas pois durante 2 anos não mexia os braços e as pernas. Ela teve uma crise que durou 2 anos. As minhas, quando eu tive, foram raras, foram algumas só e duraram cerca de 3 a 4 dias. Teve uma que não consegui falar, que durou uma hora e pouco."

A famosa disse que ficou muito abalada logo após o diagnóstico. "No início não foi fácil. Eu pensava, 'meu Deus, por que comigo?', e quando você procura na internet é só desgraça. Mas não é bem por aí", relembrou Carla, que mandou um alerta aos seus seguidores.

"Se você tem visão turva, dificuldade para falar e para engolir alimentos, se sente a sua perna bamba ou fraqueza nas mãos, pode ser miastenia gravis", pontuou ela, ao defender um hábito fundamental para lidar com a condição: "Alimantação saudável foi o que me salvou, fez muita diferença pra minha recuperação."