Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!

Leo Cidade comemora encerramento com sucesso de sua primeira novela

Ator fica radiante com o resultado de seu primeiro personagem na TV em Jezabel, da Record

Redação Contigo! Publicado em 13/08/2019, às 14h55 - Atualizado às 14h56

Leo Cidade - Thiago de Lucena
Leo Cidade - Thiago de Lucena

O ator Leo Cidade acaba de encerrar um importante marco em sua carreira. Na última segunda-feira (12), ele viu o último capítulo de Jezabel, da Record, que foi sua primeira novela.

Agora, o artista reflete sobre seu trabalho na TV.

Em conversa com a CONTIGO!, Leo comemorou o resultado na telinha. “Eu fiquei muito feliz com todo o processo, a equipe e o elenco. Acho que minha estreia na televisão não poderia ter sido melhor. Eu fiquei muito feliz de ter sido tão especial e de ter tido a oportunidade de gravar fora do Brasil. E ainda mais por ter feito amigos incríveis. Estou muito agradecido”.

Estreante, ele confessa que o começo foi um pouco difícil, principalmente pelo estilo da novela. “Quando eu soube que ia ser uma novela bíblica, eu fiquei bastante nervoso por conta da responsabilidade. É uma outra linguagem, então tive que estudar um pouco sobre isso, pois fiquei com medo de não ficar natural. Mas deu tudo certo, fui me acostumando”, contou.

Leo Cidade ainda confessou que é bem crítico com seu trabalho. “Eu me cobro bastante. Sempre que acabava alguma cena, eu perguntava se estava bom, se queriam fazer de outro, mas a galera super curtiu”.

Namorando a atriz Larissa Manoela, o ator recebeu dicas da amada, que já é experiente nas novelas. “Ela me ajudou bastante, principalmente com o roteiro, que, no começo, fiquei um pouco perdido”, confessou ele, que foi tietado pela companheira: “Ela ficou muito feliz por mim. Estávamos juntos quando recebi a notícia de estar na novela, a gente estava no México”.

Ainda sem novos projetos, o ator já sabe qual será o seu foco: “Eu quero investir na televisão para continuar. Gostei bastante deste processo, acho que me apeguei e quero muito poder voltar”.