Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!

Bruna Linzmeyer mostra os pelos na axila e faz desabafo sobre liberdade

Atriz defende suas escolhas em recado sobre seu corpo

Redação Contigo! Publicado em 24/01/2019, às 15h56 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

Bruna Linzmeyer - Reprodução / Instagram
Bruna Linzmeyer - Reprodução / Instagram

A atriz Bruna Linzmeyer voltou a se expressar livremente nas redes sociais sobre suas escolhas na vida. Nesta quinta-feira (24), ela mostrou um vídeo dos pelos em sua axila e aproveitou para falar de liberdade e amor. 

Em sua mensagem, ela enfatizou que é dona de suas vontades e faz o que bem entender com seu corpo. "Eu me apaixono por quem eu quiser, não importa se é mulher ou homem cis, não-binárie ou trans; se eu quiser também, só transo, sem me apaixonar. Raspo meus pelos e meu cabelo ou pinto eles cor de arco-íris. Uso as roupas que me der vontade, largas, velhas, vestido de marca vermelho justinho. Salto alto, maquiagem, cara lavada. Me enfio em qualquer caixinha para ter certeza de que não pertenço a nenhuma delas. Para mim, meu prazer, meu corpo e meu amor são livres desses limites"

Bruna ainda relembrou que sempre foi reconhecida por seu jeito de ser. "Ouvia desde adolescente as pessoas me descrevendo como alguém “livre”. Achava legal mas não entendia exatamente o que isso significava. Para mim, só tava feliz fazendo o que eu tinha vontade de fazer. Comecei a entender a dimensão desse rolê quando minhas escolhas, para alguns, começaram a ser aberração, quando meu amor ficou duvidável e objetificado. Quando houve uma tentativa de tirar de mim o meu próprio poder de escolha, sobre mim mesma".

A atriz também confessou o motivo de escrever este recado. "Do que eu falo é de liberdade, de amor. É do meu corpo voando soltinho e contente pegando uma brisa nesse verão. E se eu bato esse papo aqui com vocês é para dizer com meu coração: sejam o que vocês quiserem, amem quem vocês quiserem, usem seus corpos como bem entenderem. Teu corpo é teu e serve a ti e ao teu prazer. Desde que tuas escolhas não agridam ninguém, faz o que tu quiseres. Muda, inclusive, de ideia, se quiseres. Escuta a ti mesmo com carinho e voa... Aproveita esse mundão"