Últimas Do bem

Assim como na ficção, Armando Babaioff é bom moço, gosta de cozinhar e sonha em ser pai

Ator de 'Segundo Sol' revela sua intimidade e conta que fugiu da carreira de militar para ser ator

domingo 9 setembro, 2018
Armando Babaioff
Armando Babaioff Foto:João Cotta/TV Globo

Fazer novelas nunca foi o maior sonho de Armando Babaioff (37). Na verdade, nem seu plano B era. “Talvez tenha sido meu plano D”, revela ele que, ironicamente, tem feito um enorme sucesso como o policial gente boa Ionan na trama das 9, Segundo Sol (Globo). Antes da TV, ele queria ser ator de teatro, dar aulas de teatro e até mesmo trabalhar com construção civil estava na frente na sua lista de desejos. Para trilhar esses caminhos, Babaioff cursou Artes Cênicas na UniRio e também se formou em Edificações pela escola técnica Ferreira Viana. “Sempre tive ideias mirabolantes. Durante o curso, desenhava projetos que gastariam mais concreto do que qualquer obra do Niemeyer. O problema é que eu não era o Niemeyer”, se diverte ele, que hoje utiliza esses conhecimentos para obras em sua casa e “para dar pitaco nas obras dos outros”, como ele mesmo admite.

INFLUÊNCIAS NORDESTINAS

Na pele de Ionan, Babaioff tem exercitado o sotaque baiano com muita delicadeza. Nascido em Pernambuco, ele fica atento às diferentes nuances entre cada estado. “Existem vários Nordestes na mesma região. Ter morado em Recife e viajar sempre para lá me faz entender o ‘ser nordestino’. Até a forma de pensar é diferente, a lógica é diferente e até mesmo a maneira de construir a frase não é igual ao Sudeste”, explica ele. Além da pronúncia do baiano, o ator percebeu que, como vive um policial, seu personagem trabalha por toda a cidade e, consequentemente, sofre diferentes influências. “Ele tem uma maneira própria de se apropriar do sotaque. É quase uma composição”, conta ele.

SEM DOR NA CONSCIÊNCIA

A boa forma de Babaioff também tem chamado a atenção nas telas e é motivo de muitos ciúmes de sua mulher na ficção, Doralice, interpretada pela atriz Roberta Rodrigues, 35. “Procuro fazer exercícios com certa regularidade, mas sempre voltado para a saúde e para o bem-estar”, diz ele, que deu essa entrevista comendo um pacote de biscoitos sem nenhuma dor na consciência. De bem com seu corpo, o ator admite que até posaria nu. “Não vejo problemas, mas o ‘sim’ depende de muitos fatores”, explica, sem dar muitos detalhes.

ELE COSPE FOGO!

O sonho de ser ator de teatro, Babaioff realizou cedo. Aos 12 anos, já estudava, e, aos 15, fez sua primeira peça profissional. “Meu pai queria que eu fosse militar, mas esse era o sonho dele e não o meu”, conta. A dedicação já lhe rendeu prêmios e indicações importantes, como Melhor Ator do Prêmio Shell de Teatro e Melhor Ator do Prêmio APTR. Já a vontade de dar aula ainda não aconteceu. Embora tenha cursado a faculdade de Artes Cênicas, ele não conseguiu se formar por conta dos compromissos profissionais. “A vida não me deixou sair de lá professor, mas ainda sonho em voltar para a faculdade e fazer mestrado.” Nesse meio tempo, Babaioff se dedicou também ao circo. “Sei andar na perna de pau, cuspir fogo e também arrisco alguns truques de acrobacia aérea no tecido”, revela.

BOM NA COZINHA

Na TV, Babaioff vive um paizão, super dedicado aos filhos e à família e que ainda será doador de esperma de sua amiga, Maura, vivida por Nanda Costa, 31. E ele não nega que também tem vontade de ser pai. Mas tudo a seu tempo. No momento, o ator está solteiro. Para as fãs, um segredo: ele adora cozinhar. “O que mais gosto de fazer é risoto ou massa”, revela. Mas ele também tem um pequeno defeito, é desorganizado. “É meu maior defeito. Mas minha maior qualidade é que sou proativo”, avisa logo.

Redação Contigo!
Leia Mais:

Receba em Casa

Vídeos

NOVELAS

  1. 1 Direto de ‘O Sétimo Guardião’! Gabriel e Luz se beijam
  2. 2 ‘O Tempo Não Para’: Coronela é desmascarada por Betina
  3. 3 'O Sétimo Guardião' estreia com bons índices de audiência
  4. 4 ‘O Sétimo Guardião’: Valentina descobre o paradeiro de Gabriel
  5. 5 Conheça a história e os personagens de ‘O Sétimo Guardião’