Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
TV / RACISMO

Maju Coutinho faz relato doloroso do racismo que vive ao longo da vida: ''Ele mata, ele nos fere''

Convidada do Em Pauta da GloboNews, ela contou até experiência vivida pelo marido

Redação Contigo! Publicado em 03/06/2020, às 20h35 - Atualizado em 25/06/2020, às 23h14

Maria Júlia Coutinho desabafa ao vivo na GloboNews - Reprodução
Maria Júlia Coutinho desabafa ao vivo na GloboNews - Reprodução

A jornalista Maria Júlia Coutinho, a Maju, fez um longo desabafo como convidada especial do Em Pauta desta quinta-feira, 3.

Após críticas nas redes sociais, a atração foi totalmente composta por profissionais negros.

Ela relembrou experiências de racismo que sofreu ao longo de sua trajetória. Desde a infância ela foi vítima de preconceito por culpa da cor de sua pele.

"O racismo é desde o nascimento, desde a infância. Eu tenho a lembrança desde pequena, desde criança, uma coleguinha ter perdido o estojo e ela decidiu que eu pegue. E eu lembro de experiências. Eu já era adulta, estava no litoral, meus pais tem uma casa em Guaraqueçaba. Eu passei na rua sozinha e tinha um grupo de jovens brancos do lado da casa dos meus pais e acho que eles não sabiam que a gente tinha uma casa lá. E começaram brincadeiras, barulhos de macaco. Eu voltei revoltada pra casa dos meus pais, chorei, comentei, fiquei brava... mas eu voltei e estraguei a festa. Disse que não poderia acontecer, que era racista. Eles ficaram assustados", contou ela.

Maju também contou que até mesmo quando já era repórter da TV Globo precisou enfentar situações de racismo. "Muitas vezes você precisa ficar de microfone em punho para provar que é repórter mesmo", alegou.

A âncora do Jornal Hoje também relembrou uma história contada pelo marido.

"Outra experiência que eu tive é que eu viajei com meu marido, negro, e ele saiu para passear a noite e eu não pude ir. Ele voltou radiante falando que pela primeira vez ele se sentiu livre por passar perto de senhoras e mulheres brancas  e não sentir um olhar de repulsa e de medo. Essa experiência é das mortes, quantos parentes eu perdi mais cedo. O racismo mata, nos fere. Das violências diárias que a gente tem que olhar e enfrentar. E esse enfrentar é um gasto de energia muito para não sucumbir e manter a cabeça erguida", afirmou emocionada.

Após críticas nas redes sociais, o Em Pauta foi totalmente composta por profissionais negros. Além de Maju, participaram da atração as jornalistas Zileide Silva, Flávia Oliveira, Lilian RibeiroAline Midlej.

No comando da atração, o experientíssimo Heraldo Pereira, comandante do Jornal das 10.