Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
TV / ESTREIA HOJE

Em nova série, Emilio Dantas e Sophie Charlotte vivem drama poético com a potência de Domingos de Oliveira

Em Todas as Mulheres do Mundo, dupla vive personagens que homenageiam trajetória do diretor

Redação Contigo! Publicado em 23/04/2020, às 16h08 - Atualizado em 01/05/2020, às 22h59

Emilio Dantas e Sophie Charlotte exaltam modernidade da Domingos de Oliveira - TV Globo
Emilio Dantas e Sophie Charlotte exaltam modernidade da Domingos de Oliveira - TV Globo

Sensível e de uma poesia rara nas produções brasileiras, o seriado Todas as Mulheres do Mundo estreia nesta quinta-feira, 23, prometendo uma homenagem para a obra consagrada de Domingos de Oliveira.

Em doze episódios, o mesmo homem, o arquiteto Paulo, papel de Emilio Dantas, se constrói e desconstrói a partir dos encontros com mulheres poderosas, múltiplas e apaixonantes. 

Uma dessas personagens é Maria Alice, personagem vivida por Sophie Charlotte. Uma das musas de Domingos de Oliveira, ela foi convidada logo no início do projeto e prontamente aceitou. 

“Essa personagem vive há anos no meu imaginário. A primeira versão do filme Todas as mulheres do mundo eu assisti com 18 anos. Depois o próprio Domingos me mostrou a adaptação para a TV com a Fernanda Torres e o Pedro Cardoso. Na primeira leitura da série com a Patrícia Pedrosa, eu não conseguia parar de chorar. Sabia que viria um trabalho especial”, disse ela em uma conversa com jornalistas por videoconferência.

Segundo a atriz, a personagem guarda semelhanças com sua própria personalidade.

“Maria Alice na série é uma bailarina, assim como eu fiz ballet. Voltar para esse resgate de memória é também um brinde a minha trajetória”, diz ela.

CONQUISTADOR OU CONQUISTADO?

Protagonista da trama, Paulo é um personagem que intriga o telespectador. Apaixonante e apaixonado, ele se envolve com várias mulheres diferentes. Como todos nós, tem falhas, inconsistências e questões mal-resolvidas.

“É um personagem muito honesto. Com erros, acertos. O Paulo é essa confusão masculina que a gente enxerga hoje no mundo”, declara Emilio Dantas.

Para ele, a possibilidade de atuar no seriado foi uma experiência única. “Quando assisti ao filme Todas as Mulheres do Mundo, o que me chamou atenção foi o quão avançado era aquele masculino que o Paulo José colocou naquele personagem. Eu fui até ele e perguntei o que na sua opinião teria que ser a minha força motriz na construção do meu Paulo e ele disse que era o prazer de estar ali. Isso tinha muito a ver com a questão de estarmos entregues de verdade, genuinamente, ingenuamente no set. Eu me entreguei ao meu momento com o personagem e deixei o personagem me entregar o que eu precisava", diz.

Com texto assinado por Jorge Furtado e direção artística de Patrícia Pedrosa, o seriado estreia no Globoplay nesta quinta.