Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
TV / VITÓRIA

Drica Moraes relata sua saga da cura ao aliar transplante com adoção de uma criança: "Uma conta difícil"

Com apenas 20% de chance de sobreviver, ela aliou ciência e afeto para enfrentar a doença

Redação Contigo! Publicado em 21/10/2020, às 11h10 - Atualizado às 11h10

Drica Moraes relata sua saga de cura - Reprodução/TV Globo
Drica Moraes relata sua saga de cura - Reprodução/TV Globo

A atriz Drica Moraes emocionou os fãs ao participar do Conversa com Bial desta terça-feira, 20.

Em um bate-papo muito franco, ela relatou o que chamou de "saga da cura", o processo que a levou a se recuperar totalmente de uma leucemia.

"Eu tive uma remissão boa [após o início do tratamento], me internei no Rio e quando voltei pra casa ele voltou no pescoço. Eu só tinha uma chance: o transplante. Ele falou que sem transplante eu ia morrer e com o transplante eu tenho 20% de chance de viver. Eu pensei: que conta difícil", disse ela.

Além do transplante, realizado a partir da doação de um desconhecido, ela também adotou um menino, o lindíssimo Mateus. Todo o processo faz parte do que ela chama de "saga da cura", a criação de bases sólidas científicas e emocionais para enfrentar a doença.

A atriz também contou que só pode conhecer o doador de medula cinco anos após o processo - é assim que funciona juridicamente. 

"Eu disse 'Oi'. Ele disse 'oi fia'. Não tinha roteirista para escrever esse diálogo, eu não sabia o que dizer, o que você ia falar para uma pessoa dessas? Ele falou "você tá bem, fia?' Eu disse 'eu tô bem, você salvou minha vida. Qual o seu nome?", lembrou ela muito emocionada.

SOB PRESSÃO

A atriz também elogiou o trabalho do especial Plantão Covid do seriado Sob Pressão.

"Eles foram precursores na volta das gravações no remoto. Estava todo mundo filmando em casa e eles foram a campo. Foi um grande feito", elogia. A global conta que não pode gravar pessoalmente por ainda estar no grupo de risco.

"Eu me senti um pouco triste, houve toda uma preocupação comigo e eu agradeço. Eu sabia da importância e fiquei feliz de estar ali [remoto]", diz.