Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
TV / Filha de Flávia Alessandra

Antonia Fontenelle diz que filha de Flávia Alessandra entrou com embargo na justiça: ''Foi por orientação''

Ela fez insinuações ao falar de novo capítulo na disputa pela herança de Marcos Paulo

Redação Contigo! Publicado em 21/11/2019, às 08h12 - Atualizado às 08h13

Antonia Fontenelle faz insinuações sobre Giulia Costa - Reprodução
Antonia Fontenelle faz insinuações sobre Giulia Costa - Reprodução

A apresentadora Antonia Fontenelle repercutiu em seu canal no Youtube a opinião polêmica que deu sobre o canal de Otaviano Costa no Youtube.

Em um desabafo, ela volta a mostrar suas opiniões nada ortodoxas. "Eu falei num grupo, eu só dei a minha opinião, não falei nada que pudesse prejudicar ninguém. Se eu acho a Flávia Alessandra sem sal é novidade pra vocês gente? Que ela é forçada? Ela também pode achar que o que quiser de mim", afirmou ela.

Ela então conta que a disputa pela herança do diretor Marcos Paulo está longe do fim. Giulia Costa, filha e herdeira, entrou na justiça com um pedido de embargo contra a decisão judicial que concedeu metade dos bens do diretor para Fontenelle.

"Eu já briguei muito pela Flávia, até hoje vocês acham que eu sou milionária. Não. A Giulia entrou com mais um embargo porque não concorda com a decisão. Não entra na minha cabeça que a Giulia esteja fazendo qualquer coisa contra mim. Não me entra e nem nunca vai entrar. Se ela fez, foi por orientação", insinua ela.

Ela garante que ainda não recebeu um centavo sequer do dinheiro. "Então, continuo com o meu dinheirinho, não é de herança com ninguém", afirmou.

Ao fim, ela voltou a criticar o formato do programa de Otaviano.

"Tava ruim mesmo, vi uns cinco, dez minutos, não aguentei. É opinião minha. O bom disso é que tem views para c****, ele tinha que me agradecer porque o vídeo está bombando", disparou ela.

DECISÃO

Em setembro, uma decisão judicial recusou a ação perpetrada por Mariana Sochaczewski e Giulia Costa, filhas do diretor. Elas questionavam a decisão judicial, mas perderam o recurso por 3 votos a 0. Naquela oportunidade, ficou confirmado que ela receberia 50% da herança, cerca de R$ 25 milhões.