Contigo!
Busca
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Youtube Contigo!Tiktok Contigo!Spotify Contigo!
Tá bombando! / COMO ASSIM?

Estudante é escoltada após afirmar ter perdido R$ 19 mil de formatura: "Como?"

Estudante responsável por formatura de turma, é escoltada pela polícia após afirmar que perdeu todo o dinheiro arrecadado e causar revolta de colegas e pais; veja

Adriana Peraita Publicado em 19/12/2023, às 14h31

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Estudante é escoltada após afirmar ter perdido R$ 19 mil de formatura - Reprodução/X
Estudante é escoltada após afirmar ter perdido R$ 19 mil de formatura - Reprodução/X

A polícia foi chamada até o Colégio Estadual Jornalista Tim Lopes, no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (18) devido à festa de formatura dos alunos do terceiro ano do Ensino Médio. É que os formandos juntaram a quantia de R$ 21 mil para realizar uma celebração mais especial, à parte daquela oferecida da escola, e deram o dinheiro a uma colega, que ficou responsável pela organização do evento. No entanto, a jovem, de 19 anos, disse que perdeu R$ 19 mil do montante. 

Um grupo de pessoas se acumulou na frente do colégio nesta segunda-feira (18) para discutir o suposto sumiço do dinheiro. Com medo de que a aluna fosse linchada, professores da escola, então, pediram que uma viatura da polícia fosse até o local escoltá-la. Alunos e pais deram queixa na 22ª DP, na Penha.

Segundo depoimentos de alunos, a estudante surgiu com a ideia de uma realizar uma celebração em um salão de festas. A proposta foi acatada pelos colegas e, ao longo de vários meses, foram feitos repasses para a conta da jovem. 

“Foi lá no meio de julho, a gente começou a decidir essa formatura. Ela chegou com essa proposta de fazer em um salão, fazer a formatura por fora da escola", contou o estudante Felipe Oliveira em depoimento ao G1.

De acordo com a aluna Kesia Cunha, a jovem organizou tudo: "Ela fez um orçamento, foi no salão, explicou para a gente como seria, que cada um teria que convidar cinco pessoas, e se você não conseguisse ter cinco pessoas, você teria que dar sua vaga".

Todavia, quando outros estudantes foram conferir o andamento da preparação, descobriram que o salão não havia sido alugado. "Fomos para o salão, estavam os dois donos lá, sentamos para conversar. Mostraram a conversa, mostraram o áudio, mostraram tudo. E ela falou que pagou, que pagou. Depois que mostraram toda a verdade, ela falou: ‘Eu perdi. Saquei R$ 19 mil e perdi’. Como é que perde R$ 19 mil? É um bolo de dinheiro", relatou a estudante Karen Menezes.

Segundo o G1, a alunou afirmou que usou R$ 1,8 mil do total para dar entrada na festa, há alguns meses e que, no dia 30 de novembro, saiu de casa com R$ 19 mil em espécie para pagar o resto da festa, mas acabou perdendo o dinheiro no caminho.

O caso pegou profissionais da escola de surpresa. "A diretora-geral nada sabia sobre isso, eu não sabia, eu sou agente de pessoal da escola e não sabia de nada. Não teve nenhuma participação oficial, então era um acordo de aluno para aluno. Houve também uma negligência dos responsáveis, que confiaram em uma aluna sem ter o respaldo de uma forma mais criteriosa em dar dinheiro para uma aluna fazer uma formatura", disse a professora Maria Celeste Veras.

A formatura oficial, patrocinada pela Secretaria Estadual de Educação, ocorreu na última sexta-feira (15). Em nota, o órgão público afirmou não ter nenhuma relação com o ocorrido. A Polícia Civil instaurou um inquérito para investigar o caso.

APÓS CAUSAR TUMULTO, PASSAGEIRO BÊBADO SOCA POLICIAL QUE O EXPULSAVA DE AVIÃO

Um voo de Barranquilla, na Colômbia, com destino à Fort Lauderdale, nos Estados Unidos, teve a partida atrasada neste domingo (17) devido a um passageiro bêbado que se recusou a cumprir com os procedimentos de viagem. Ao ser retirado por policiais da aeronave, o homem foi flagrado agredindo os profissionais de segurança. 

Em um registro do momento, é possível ver o indivíduo sendo escoltado para fora do avião ao som de xingamentos de outros viajantes. Após um passageiro desejar que "se f**esse", o homem se vira e diz: "Você bem que gostaria de poder viver nos Estados Unidos". Em seguida, ele dá um soco na cara do policial que estava atrás dele.

Rapidamente, os outros agentes de segurança interferem e, ao que parece, o homem soca um outro profissional antes de ser contido. A cena causou um alvoroço no avião, provocando o choro de algumas crianças. 

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!