Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Novelas / Suspeito

'O Sétimo Guardião': Corpos desaparecem após assassinatos na reta final

Em ritmo acelerado, trama não mostrará velório ou funeral para os mortos; entenda

Redação Contigo! Publicado em 28/03/2019, às 11h27 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

Milhem Cortaz em 'O Sétimo Guardião' - Divulgação/Globo/João Miguel Junior
Milhem Cortaz em 'O Sétimo Guardião' - Divulgação/Globo/João Miguel Junior

A trama se adensa em O Sétimo Guardião.

Ok, todos sabemos que a novela das nove terá um serial killer na reta final, que começará a eliminar os guardiões um por um, começando por Machado (Milhem Cortaz) e depois Feliciano (Leopoldo Pacheco). A novidade é que os corpos dos assassinados não serão sepultados e vão sumir.

Após as mortes, os corpos serão levados para Greenville (isso mesmo, a cidade de A Indomada) e nunca retornarão para enterro ou velório em Serro Azul. Se isso levanta um alerta, não deve ser por acaso. É como sempre dizem: morte sem corpo na ficção significa que possivelmente não foi uma morte, ainda mais considerando o método usado pelo serial killer de O Sétimo Guardião: veneno.

Não se surpreenda se os assassinados ressurgirem no fim da trama numa reviravolta mirabolante. O fim, aliás, está razoavelmente próximo: a novela deve se encerrar no mês de abril, dando lugar a A Dona do Pedaço. Tudo isso em meio a um monte de polêmicas, incluindo um processo por plágio.