Contigo!
Busca
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Youtube Contigo!Tiktok Contigo!Spotify Contigo!
Notícias / PERIGOSO

Após ser traída, mulher afirma aplicar hormônio no marido sem consentimento: "Pegou pesado"

Mulher afirma à advogada que aplica hormônio no marido sem que ele saiba e questiona profissional se ato dá processo; veja

Adriana Peraita Publicado em 26/10/2023, às 18h05

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Após ser traída, mulher afirma aplicar hormônio no marido sem consentimento - Reprodução/Unsplash
Após ser traída, mulher afirma aplicar hormônio no marido sem consentimento - Reprodução/Unsplash

Viralizou nas redes sociais um vídeo de uma advogada lendo uma mensagem enviada a ela por uma seguidora fazendo uma revelação de cair o queixo. A moça contou que está injetando hormônio feminino no marido após descobrir que ele a traiu. 

"Marido traiu e estou aplicando hormônio feminino nele, falando que é para emagrecer. Dá processo?", dizia a mensagem anônima lida pela advogada. "Não pode, não. Vai que acontece um piripaque com ele, você pode ser responsabilizada. E, assim, o cara te traiu, você ainda vai gastar dinheiro com ele? Se valorize, não vale a pena, larga dele", aconselhou a profissional.

A aplicação de hormônio sem acompanhamento médico pode causar diversos prejuízos à saúde. Sobre isso, a médica Karen Seidel, da Comissão de Identidade, Diversidade e Igualdade da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), explicou em entrevista ao jornal 'O Globo': "As complicações mais comuns são tromboses em vasos sanguíneos, comum na perna, podendo evoluir para embolia pulmonar. Pode ocorrer parada cardiorrespiratória, derrame, desenvolver hipertensão, inchaços"

Na web, o vídeo viralizou e dividiu opiniões entre usuários das redes sociais. "A galera é completamente maluca", opinou um. "Meu deus, pegou pesado essa querida. Eu hein. É crime isso não é, não?", registrou outra. 

Veja o vídeo:

MULHER BRIGADA COM OS PAIS MENTIU QUE IRMÃO HAVIA MORRIDO ESFAQUEADO

Um homem neozelandês, chamado Callum, resolveu contar a uma rádio local a história de uma brincadeira de mau gosto que a irmã fez com os pais. Um belo dia, a moça ligou para os genitores dizendo que o irmão havia morrido após ser esfaqueado. Seis meses depois, ele reapareceu.

O rapaz contou que, na época, estava extremamente ocupado, vivendo longe e não tinha muito contato com os pais. Por conta disso, a "pegadinha" feita pela irmã deu certo. “Minhas irmãs estavam brigando com meus pais e eles não estavam se dando muito bem. Ela realmente ligou para meus pais e disse que eu tinha morrido”, relatou.

A moça afirmou aos pais que o irmão estava entre as vítimas de um esfaqueamento na cidade de Porirua. Segundo Callum disse à rádio, os pais ficaram chocados e imediatamente começaram a chorar. O ouvinte contou que os pais acreditaram na história pois: “Naquele momento, não seria incomum eu ser esfaqueado”.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!