Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / DECLARAÇÃO

Viúva de Chico Anysio não recebeu um centavo da herança: "Patrimônio bloqueado"

Dez anos após a morte de Chico Anysio, viúva segue briga na justiça pela fortuna deixada pelo humorista

Redação Contigo! Publicado em 20/02/2022, às 09h27

Viúva de Chico Anysio não recebeu um centavo da herança: "Patrimônio bloqueado" - Reprodução/TV Globo
Viúva de Chico Anysio não recebeu um centavo da herança: "Patrimônio bloqueado" - Reprodução/TV Globo

Dez anos após a morte de Chico Anysio, a empresária Malga di Paula disse que ainda não recebeu a herança da qual tem direito após a morte do humorista.

Ela disse que a briga na justiça pelo dinheiro segue há anos e que não há consenso.

“Vai fazer dez anos que o Chico morreu mês que vem e, até hoje, não recebi nenhum centavo da minha herança e meu patrimônio está bloqueado. Fui privada de todos meus direitos e isso me adoeceu mais”, disse ela em entrevista a podcast ZonaV, no YouTube.

Segundo Malga di Paula, a disputa na justiça está bem longe do fim.

"Alguns foram mais radicais e não quiseram sentar para conversar, um deles morreu enquanto eu estava em coma. Olha que ironia da vida. Ele tinha 39 anos e ficou brigando comigo durante quase dez anos para receber algo que nunca irá receber", disse.

O filho citado pela empresária é i DJ Cícero Chaves, que morreu em julho de 2021.

SUSTO PÓS-COVID

No ano passado, Malga di Paula viveu um verdadeiro pesadelo e saiu viva para contar a história. Viúva de Chico Anysio, com quem foi casada por onze anos, até a morte dele em 2012, a empresária passou mais de dois meses ao todo internada, lutando contra a Covid-19. Ela teve alta no fim de agosto e está se recuperando na casa dos pais, sendo amparada pela família.

Em conversa com a CONTIGO!,ela contou detalhes assustadores do período que lutou contra a doença.

"Então, o problema de mobilidade é muito sério porque a gente fica completamente dependente dos outros. No meu caso a memória do período "foi destruída" e até hoje me esqueço à tarde o que fiz pela manhã. Enfim, a sequela maior foi e está sendo a capacidade respiratória. Meu pulmão está muito fraco e tem momentos que sinto muita dificuldade pra respirar."