Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / RESPEITO

Vera Fischer deixa mensagem no Dia Internacional da Luta Contra a Homofobia: "Chega de buscar cura para a alegria"

A atriz falou em suas redes sociais nesta segunda-feira (17) sobre a importância do respeito com a comunidade LGBT

Redação Contigo! Publicado em 17/05/2021, às 13h23

Vera Fischer deixa mensagem no Dia Internacional da Luta Contra a Homofobia: "Chega de buscar cura para a alegria" - Reprodução/Instagram
Vera Fischer deixa mensagem no Dia Internacional da Luta Contra a Homofobia: "Chega de buscar cura para a alegria" - Reprodução/Instagram

Vera Fischer compartilhou com seus seguidores nesta segunda-feira (17) uma mensagem contra a homofobia. 

No clique postado em suas redes sociais, a atriz de 69 anos postou foto sorrindo, de make leve e cabelo solto. Usando uma blusa verde e diversos colares, ela falou sobre um assunto importante. 

Na legenda, ela escreveu: "Abra o seu coração e deixe a luz do sol entrar… faz um bem danado! Hoje é dia Internacional da Luta Contra a Homofobia que em 1990 deixou de ser considerada doença pela Organização Mundial da Saúde. Chega de buscar cura para a alegria! VIVA! Um abençoado início de semana para todos com beijos dessa sua sempre, Vera"

A atriz também deixou algumas hashtags em defesa da comunidade LGBTs, pedindo respeito, e reforçando que homofobia é crime.

Veja:

CENSURA?

A atriz Vera Fischer de 69 anos decidiu utilizar as redes sociais mais uma vez para publicar um clássico #TBT cheio de nostalgia e glamour

Em uma foto quente, a musa aparece de cabelo castanho, sem maquiagem e exibindo um corpão maravilhoso aos 25 anos. "1977 — Santa Catarina", informou na legenda. 

Como a jovem posa completamente nua, a rainha das novelas editou dois emoticons de borboletas para censurar o busto e comentou: "Driblar a caretice é phoda, né? Os homens podem, as mulheres não".

Os fãs pareceram concordar com a famosa ao comentarem que, de fato, a censura não deveria ser necessária. "Como eu amo você querida Vera, parabéns pela ousadia, como fomos reprimidas! Aff", escreveu uma seguidora.