Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / PANDEMIA

Pedro Cardoso critica manifestantes que saíram para as ruas em meio a pandemia: "Não deveria receber tratamento"

O ator fez longo comentário em suas redes sociais criticando as manifestações

Redação CONTIGO! Publicado em 20/04/2020, às 13h31 - Atualizado em 01/05/2020, às 22h59

O ator fez longo comentário em suas redes sociais criticando as manifestações - Reprodução / Instagram
O ator fez longo comentário em suas redes sociais criticando as manifestações - Reprodução / Instagram

Nesta segunda-feira (20) o ator Pedro Cardoso escreveu um longo comentário em suas redes sociais criticando as manifestações pró-Bolsonaro que aconteceu no último domingo.

Pedro acredita que a população deveria fazer o possível para não se contaminar com o novo coronavírus:

“Quando um infectado entra num hospital ele expõe a risco médicas, enfermeiras e todos que forem cuidar dele. Fazer o impossível para não se infectar é uma obrigação para com os outros. Na minha opinião, quem se oferece ao vírus em aglomerações voluntariosas não deveria receber tratamento caso adoeça”, escreveu.

O ator defendeu ainda que as pessoas que acreditam que o “vírus é uma invenção” devem se curar sozinhas:

“Não venham arriscar a vida de quem, com sacrifício, está dedicado a salvar vidas”, justificou.

O ator ainda resaltou que não "faz parte do mesmo Brasil" que os manifestantes pró-Bolsonaro:

“Cada grupo chama a si mesmo de Brasil como se todos os nascidos nesses limites geográficos fossem iguais a eles. Não somos. Eu não faço buzinaço em porta de hospitais nem clamo por ditadura militar. Não pertenço a nação de quem o faz. É com pesar que sou obrigado a compartilhar com gente assim o mesmo espaço geográfico”, afirmou.

“Roubaram até as cores da bandeira. Verde e Amarelo se tornou uma combinação repulsiva. Bandeira feita mortalha”, fazendo referencia a foto que o ator postou junto ao texto.

Veja