Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / DESABAFO

Patroa pede perdão em carta para mãe do menino Miguel: ''Estou sendo condenada''

Ela quebrou o silêncio em carta após morte que chocou o Brasil

Redação Contigo! Publicado em 05/06/2020, às 20h38 - Atualizado em 25/06/2020, às 23h14

Patroa pede perdão em carta para mãe do menino Miguel: ''Sou solidária'' - Reprodução
Patroa pede perdão em carta para mãe do menino Miguel: ''Sou solidária'' - Reprodução

Sarí Corte Real, patroa de Mirtes Renata, mãe do menino Miguel, emitiu uma carta nesta sexta-feira, 5.

No texto endereçado à ex-funcionária, ela pede perdão e se assume solidária. Ela também acusa que está sendo condenada previamente pelo país.

"Te peço perdão. Não tenho o direito de falar em dor, mas esse pesar, ainda que de forma incomparável, me acompanhará também pelo resto da vida", diz ela em um dos trechos.

Esta é a primeira vez que ela fala da tragédia que terminou com a morte do menino.

Veja a íntegra da carta:

Como mãe, sou absolutamente solidária ao seu sofrimento. Miguel é e sempre será um anjo na sua vida e na sua família. Não há palavras para descrever o sofrimento dessa perda irreparável. Nunca, mas nunca mesmo, pude imaginar que qualquer mal pudesse acontecer a Miguel, muito menos a tragédia que se sucedeu. Te peço perdão. Não tenho o direito de falar em dor, mas esse pesar, ainda que de forma incomparável, me acompanhará também pelo resto da vida. Estou sendo condenada pela opinião pública como historicamente outros foram. As redes sociais potencializam o ódio das pessoas. Tenho certeza que a Justiça esclarecerá a verdade. Na nossa casa sempre sobrou carinho e amor por você, Miguel e Martinha. E assim permanecerá eternamente. Rezo muito para que Deus possa amenizar o seu sofrimento e confortar seu coração.

APOIO DE FÁTIMA

Durante o Encontro desta sexta-feira, 5, a apresentadora Fátima Bernardes prestou solidariedade e confortou Mirtes, mãe do menino Miguel Otávio.

Após o relato tocante da mãe que perdeu filho de maneira trágica na última terça-feira, ela mandou um recado em que se posicionou pedindo justiça.

"Que seu coração fique em paz pelo menino feliz que você teve. E tenha certeza que muitas lágrimas e orações estão se juntando às suas. Nós não estamos aqui para julgar ninguém, apenas para pedir justiça e que o caso não seja esquecido", disse Fátima.

AINDA NO ENCONTRO

"Era uma criança inocente. Não tinha noção de perigo, ele queria a mim, só queria a mãe dele. Ela não teve um pingo de paciência", disse Mirtes.

Ela também contou que a patroa, Sarí Corte Real, foi ao velório do menino. Ela não tinha visto as imagens das câmeras e não tinha ideia do que tinha acontecido.

"Eu abracei os dois, minha mãe abraçou, a gente não estava sabendo o que tinha acontecido. Quando enterrei meu filho, voltei pra casa e eu vi o que realmente aconteceu, me bateu uma raiva, uma angústia. Eu liguei pra ela", contou.

Aos prantos, Mirtes contou o que disse para a patroa.

"Sari, eu amo teus filhos como se fossem meus. No único minuto que eu confiei meu filho a você deixou meu filho naquela situação. Por quê? Ela disse, 'não, eu não apertei o botão do elevador, vou provar a você'. Só ficou dizendo que ia provar a mim que não apertou. Ela pode provar o que for, que apertou, que não apertou, mas ela deixou meu filho dentro do elevador. Ela deixou meu filho em risco”, contou Mirtes.