Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / FAMÍLIA!

Mariana Xavier reflete após usar pela primeira vez o termo 'madrasta' com os enteados: "Será que é necessário?"

A atriz desabafou em suas redes sociais sobre o preconceito que existe com essa palavra

Redação Contigo! Publicado em 07/06/2020, às 16h55 - Atualizado em 25/06/2020, às 23h14

A atriz desabafou em suas redes sociais sobre o preconceito que existe com essa palavra - Reprodução/Instagram
A atriz desabafou em suas redes sociais sobre o preconceito que existe com essa palavra - Reprodução/Instagram

Mariana Xavier refletiu em suas redes sociais sobre usar o termo 'madrasta'.

A atriz Mariana Xavier está passando a quarentena com o namorado, Diego Braga, e os enteados,  os gêmeos, Diana e Danilo.

Neste domingo (07) a atriz compartilhou um clique onde aparece em momento descontraído com os pequenos e o amado e aproveitou para fazer uma reflexão após usar o termo "madrasta" pela primeira vez numa conversa com os enteados:

"Ontem à noite numa conversa com as crianças eu usei a temida palavra: madrasta. Disse 'estamos estudando e testando umas coisas novas porque papai quer ser um pai melhor e eu também quero ser uma madrasta melhor pra vocês'. Primeiro, o espanto nos rostinhos dos dois, depois, Diana me abraçou contestando: 'Você não é madrasta, você é Mari! Madrasta é malvada, igual à da Branca de Neve!'", relata, e continua a reflexão:

"Eu entendo a surpresa de Danilo e Diana. As histórias infantis sempre pintaram as novas companheiras dos pais como mulheres malvadas, competitivas, incapazes de tratar com amor filhos que não fossem seus, e isso ficou no inconsciente coletivo. Eu mesma sempre disse 'boadrasta', ou 'ótimadrasta', e também já tive esse título outrora. O trocadilho é intuitivo, é divertido, é carinhoso, mas será que é necessário? Eu tenho tentado me reeducar pra não usá-lo mais, porque hoje vejo quanto preconceito com as mulheres existe em suas entrelinhas. Ou você já viu algum padrasto entrando numa relação já precisando atenuar o termo que o designa pra provar que não é um bruxo cruel? Madrasta não é palavrão, portanto não precisa de eufemismos", reflete.

Confira: