Contigo!
Busca
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Youtube Contigo!Tiktok Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / Hora da decisão

Julgamento de Daniel Alves começa e pode resultar em pena de 12 anos

Jogador Daniel Alves terá de encarar os tribunais ao longo de três dias em um julgamento que trará 28 testemunhas: saiba mais sobre o caso

Leandro Fernandes

por Leandro Fernandes

lfernandes_colab@caras.com.br

Publicado em 05/02/2024, às 10h34

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Julgamento de Daniel Alves começa na Espanha - Reprodução/Instagram
Julgamento de Daniel Alves começa na Espanha - Reprodução/Instagram

O julgamento do jogador Daniel Alves começa nesta segunda-feira (05) na Espanha. Preso há mais de um ano, o atleta é acusado de ter abusado sexualmente de uma mulher no banheiro de uma boate. A defesa da acusadora pede uma pena de 12 anos de prisão.

Depois de muita espera, o jogador de futebol será julgado ao longo de três dias. Se tudo correr conforme o esperado pela Justiça espanhola, a sentença virá na quarta-feira (07). Ao todo, 28 testemunhas foram convocadas para prestar depoimento.

Daniel vai prestar o depoimento em frente à juíza no primeiro dia, junto de seis testemunhas. O segundo dia trará 22 depoimentos e, no terceiro, a juíza Isabel Delgado Pérez deve decidir se o atleta é culpado ou não do crime, que teria ocorrido no dia 30 de dezembro do ano de 2022.

Os advogados do craque estão tentando fazer um acordo para evitar que o caso vá a julgamento, mas até o momento não obtiveram êxito. Caso seja condenado, ele pode passar 12 anos preso na Espanha, onde já está detido em prisão preventiva desde janeiro de 2023.

NEYMAR AJUDOU DANIEL ALVES

O jogador de futebol Neymar Jr. tomou uma atitude bem radical em relação ao ex-colega de seleção Daniel Alves. Ele gastou R$ 800 mil para ajudar o atleta, preso sob acusação de estupro na Espanha.

De acordo com o UOL, uma doação partiu do pai de Neymar, para pagar uma multa astronômica: €$ 150 mil, equivalentes a R$ 800 mil. O pagamento pode reduzir a pena que o acusado enfrentará se for condenado, no chamado atenuante de reparação de dano causado.

Para completar, o procurador de Daniel Alves é Gustavo Xisto, nome forte dentro das empresas da família de Neymar. A equipe de Neymar não se posicionou sobre o assunto, assim como tem evitado tocar nas polêmicas do craque dos últimos meses.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!