Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!
Famosos / DESABAFO

Gabriel Medina se irrita após ida de Yasmin Brunet à Olimpíada sofrer veto: "Vou viajar sozinho?"

Surfista não engoliu decisão do COB que impediu que ela fosse ao Japão com os atletas brasileiros

Redação Contigo! Publicado em 17/06/2021, às 10h15

Gabriel Medina se irrita após ser ida de Yasmin Brunet à Olimpíada ser vetado: "Vou viajar sozinho?" - Reprodução/Instagram
Gabriel Medina se irrita após ser ida de Yasmin Brunet à Olimpíada ser vetado: "Vou viajar sozinho?" - Reprodução/Instagram

O surfista Gabriel Medina não gostou do veto que o Comitê Olímpico Brasileiro, o COB, fez sobre a ida de Yasmin Brunet com a delegação brasileira aos Jogos Olímpicos de Tóquio. 

Para a CNN, ele disse que a decisão não foi justa, sobretudo porque outros aletas puderam levar pessoas próximas para a competição. 

"Questionei o COB se posso levar a Yasmin, eles falaram que ela não tem nada a ver com o surfe, que ela não poderia ajudar a delegação. Mas e o marido da Tati (Tatiana Weston-Webb, outra brasileira que vai competir em Tóquio)? Ele surfa, participou do Circuito Mundial. Estou só questionando por que eu não posso levar. São as pessoas que me ajudam. Não é porque é melhor, é porque são pessoas que estão no meu dia a dia. Acho certo eles levarem o time deles, só que eu não sei qual a dificuldade de eu levar o meu time. Eu vou ter que viajar sozinho? Por que só comigo, sabe?", afirmou ele.

Para o surfista, a ida da esposa está dentro das regras que foram estabelecidas.

"A gente pode levar para o Japão duas pessoas dentro da comissão, e cada atleta está levando o seu pessoal. O Ítalo (Ferreira) está levando um amigo que o ajuda, e comigo estão dificultando. Minha vida mudou, eu tinha outro coaching, outra estrutura, duas pessoas que não trabalham mais comigo, e não me deram a confirmação se vou poder levar meu atual coaching", afirmou. 

O OUTRO LADO

Em nota enviada à imprensa, o COB justifica a decisão e disse que precisou vetar todos os familiares de todos os atletas. A decisão vale para toda a delegação brasileira. 

"No ano passado, o COB informou aos atletas de todas as modalidades sobre a existência do programa “Familiares e Amigos”, pelo qual o comitê daria todo o suporte para que os competidores pudessem receber as pessoas mais próximas na cidade sede dos Jogos, de forma a ter por perto todos aqueles que os ajudam no dia-a-dia, inclusive com ingressos para as competições e espaço específico do Time Brasil para encontros. Infelizmente, em decorrência da pandemia, o COB teve que cancelar este programa. O Japão impôs diversas restrições a todos os países participantes, impedindo inclusive a entrada de familiares, amigos, fãs e turistas no país durante o período dos Jogos, que também devem ocorrer sem público", diz o comunicado.

PEDIU APOIO

Bruna Medina, esposa do irmão de Gabriel Medina, fez uma breve aparição nas redes sociais nesta quarta-feira (09), após notícia do processo que levou da própria sogra, Simone Medina, ganhar grande repercussão. A jovem influenciadora está internada no hospital e, por lá, apareceu nas redes pedido o apoio dos internautas.

“Peço para que vocês não me enviem print de fofocas contra a minha família. Estou num momento muito delicado no hospital”, contou.