Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / DESABAFO

Ex-Paquito revela viver de doações na África com 19 filhos: "Poderíamos estar mortos"

Ex-Paquito revela viver de doações em país da África Ocidental onde atual como missionário e adotou 19 crianças em situação de rua

Redação Publicado em 29/07/2022, às 18h20

Alexandre Canhoni deu detalhes de como vive ao lado da esposa e os 19 filhos que adotou no Níger - Reprodução/Band/Instagram
Alexandre Canhoni deu detalhes de como vive ao lado da esposa e os 19 filhos que adotou no Níger - Reprodução/Band/Instagram

O ex-Paquito Alexandre Canhoni, o Xand, surpreendeu ao ceder uma entrevista ao Melhor da Tarde, de Catia Fonseca na Band. Longe dos holofotes há anos, o veterano revelou ter adotado 19 crianças no Níger, país da África Ocidental onde vive e faz trabalho voluntário.

"Eram crianças que andavam no lixo, podiam estar indo para uma facção terrorista, tem quatro delas no país. Então, a gente entende que é o propósito de Deus. Nem eu, às vezes, entendo isso", contou o artista.

Casado com a escritora Giovana Canhoni, o ex-paquito também explicou durante o bate-papo como sobrevive no continente africano: "Doações. Não temos um capital para investir em panfletos, folders, porque são quatro creches, dez projetos de nutrição, US$ 30 [aproximadamente R$ 155] por criança para um apadrinhamento".

"Passamos por situações difíceis, mas tem uma frase que gosto de falar: 'Até aqui, o Senhor tem nos ajudado'. Poderíamos estar mortos há muito tempo, passamos por golpes de Estado, pessoas que não entendem a nossa forma de agir e de ser, outras religiões. Tem grupos extremistas, em 2015, queimaram nossa casa, tivemos que fugir, ficamos escondidos no próprio país", detalhou o artista.

EX-PAQUITO DETONA RELAÇÃO COM XUXA

Ex-paquito de Xuxa nos anos 80 e hoje missionário na África, Xand Canhoni surpreendeu ao rasgar o verbo contra a eterna rainha dos baixinhos. Em entrevista divulgada nesta terça-feira (07), ele deixou claro que na época em que trabalhava ao seu lado, acreditava ser maior e mais talentoso que a famosa.

“Eu queria aparecer mais que a Xuxa. Eu achava que a Marlene Mattos devia investir mais tempo em mim, porque eu dançava e cantava mais do que ela (Xuxa). Eu cantava ao vivo, porque ela não cantava nada. Aí, me faziam usar playback no palco e isso para quem é músico é o fim", contou ele.