Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / DESABAFO

Aos 67 anos, Maria Zilda publica vídeo de despedida e faz desabafo emocionante: "Não tem mais alegria"

Atriz esclareceu fim do projeto Live da Alegria e ganhou carinho e apoio dos fãs

Redação Contigo! Publicado em 02/02/2021, às 08h14 - Atualizado às 08h14

Aos 67 anos, Maria Zilda publica vídeo de despedida - Reprodução/Instagram
Aos 67 anos, Maria Zilda publica vídeo de despedida - Reprodução/Instagram

A atriz Maria Zilda se emocionou ao anunciar que chegou ao fim as lives que ela realizou durante os últimos meses.

Em um desabafo, ela contou que decidiu interromper as transmissões e revelou que está "muito só". Aos 67 anos, ela já disse em mais de uma oportunidade que a iniciativa foi responsável por ajudá-la a enfrentar o período.

"Quero dar uma satisfação a quem foi meu parceiro, a quem me acompanhou durante todos esses meses. A Live da Alegria surgiu com o propósito de levar alegria para as pessoas. Eu não sinto mais essa alegria. Foram meses que eu consegui fazer isso, mas vai acabar porque não tem mais alegria. Não há mais pessoas que eu convide que aceitem participar", disse ela.

Segundo a atriz, o momento é difícil para todos. "As pessoas estão muito tristes e preocupadas com a própria vida, e estão cobertas de razão. Eu também estou preocupada, panicada, estou muito só. Quero pedir desculpas por não conseguir mais levar alegria para vocês. Não está dando mais, está muito difícil", desabafou.

DOENÇA RARA

Recentemente, a atriz também contou que vive uma vida normal apesar de sofrer com uma doença rara.

Ela foi diagnosticada com o mal chamado degeneração da mácula

"Eu sigo todo o tratamento e vivo uma vida normal, dirijo, faço minhas lives sozinha, leituras de texto toda semana com um grupo de teatro, nos últimos anos fiz novelas, séries, filmes, escrevi um livro, ou seja, minha visão está ótima, isso não me atrapalha em nada minha vida profissional. Como dizia meu avô: “todo corcunda sabe como se deita” (risos). A propósito, Oscar Niemeyer tinha essa condição visual e viveu ate os 100 anos desenhando e criando maravilhas", explicou ela.