Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Famosos / PARA JORNAL

Angélica revela surto após filho entrar em centro cirúrgico: "Fiquei irreconhecível"

Em entrevista, apresentadora também fez avaliação sincera do casamento com Luciano Huck

Redação Contigo! Publicado em 20/09/2020, às 17h28

Angélica: drama com o acidente do filho - Reprodução/Instagram
Angélica: drama com o acidente do filho - Reprodução/Instagram

Prestes a retornar ao ar com seu novo programa, a apresentadora Angélica deu uma entrevista de impacto ao caderno Ela, do jornal O Globo.

Na entrevista, a esposa de Luciano Huck disse que o momento do acidente do filho, Benício, marcou uma virada.

“Quando aconteceu o acidente do Beni, eu tive uma força que desconhecia. A gente estava rindo no mar, duas horas depois estava na porta de um centro cirúrgico. Ele com muito medo e eu tendo que ser forte. Na hora que fechou a porta, eu caí. Fiquei irreconhecível, de chorar, de gritar. Porque eu estava segurando muito. Quando ele voltou também, ‘vambora, como você tá, vamos fazer a fisioterapia’. É o amor que traz essa força. E estamos em um momento em que muita gente está vivendo perda, morte, falta de estrutura, e tendo que ter força. Às vezes é tão difícil tirar força. Da onde? Mas a gente tem”, disse ela.

O acidente gravíssimo, que aconteceu há um ano, provou um afundamento no crânio do menino.

Na entrevista, ela também avaliou o casamento com Luciano Huck e contou que a relação entre os dois está melhor.

“Fiquei dos 30 aos 40 tendo filhos. Tive o primeiro com 31 e a última com 39. Então era outro tipo de casamento. Nos últimos tempos é claro que melhorou. A gente tem mais tempo para conversar, para o sexo, para a troca. Quando a gente ficou junto, tinha uma paixão, bateu forte, logo engravidei e tal. E eu via o Luciano como um cara ansioso, em busca do lugar dele no mundo. Assim como eu. E hoje eu vejo um homem seguro do que faz e do que quer. Ele se encontrou. Assim como eu. Nosso encontro foi importante no sentido dessa plenitude que um passa para o outro.”