Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!

Volta por cima

No elenco da oitava temporada do reality A Fazenda, que estreou na quarta-feira (23), Mara Maravilha entra em nova fase com pé direito

Lorena Tabosa Publicado em 29/09/2015, às 09h13 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h44

Mara Maravilha - Rogério Pallatta
Mara Maravilha - Rogério Pallatta

Antes mesmo de  aceitar o convite para integrar o elenco da nova temporada do reality A Fazenda (Record), Mara Maravilha, 47 anos, decidiu se repaginar. Apesar de hoje ser cantora gospel, ela não quer ser rotulada como uma mulher careta. Após sofrer  muitas decepções nos relacionamentos amorosos e perder a mãe, Marileide Félix, aos 61 anos, em 2013, ela luta para superar o que passou. Mudou o visual, perdeu 14 quilos com dieta e muita academia, começou a fazer terapia e pretende adotar uma criança no próximo ano. “Vou ser uma baita mãe”, promete ela, em entrevista exclusiva à CONTIGO!

MENINA MIMADA? “Eu era uma criança muito fofinha, bochechuda, com o cabelo bem liso… aquela criança que todo mundo tem vontade de apertar. Minha mãe me teve com 15 anos e ela era a filha mais velha de minha avó, que teve dez filhos. Era uma família pobre de recursos materiais, mas rica de amor e de alegria de viver. Com a família do meu pai, não tive a mesma história feliz, fomos distantes. Tenho isso em comum com muita gente que vem de pais separados. Eu não tinha brinquedos caros ou bonecas importadas. Gostava de brincar no meio da rua, descalça, porque tudo era motivo para dançar e cantar. Desde criança, fui o centro das atenções. Quando me pediam para cantar, eu usava o que tivesse na mão como microfone, até colher. Minha mãe dizia: ‘Para de cantar! Agora é hora de comer’. A vassoura era microfone, a escova de dentes… tudo era um microfone!”

SILVIO SANTOS VEM AÍ! “Fui descoberta pelo Silvio Santos aos 15 anos. Tenho gravações dele falando que eu era filha dele do coração, como a Maisa e tantas outras hoje. A gratidão que  tenho por ele me anima a viver o resto da vida. Ele me conhecia pelo Clube do Mickey, um programa que apresentei na Bahia. Mas só quando lancei meu primeiro compacto foi que nos conhecemos pessoalmente. Ele me levou para cantar no Vamos Nessa e um mês depois eu estava apresentando o programa no lugar dele.”

MOMENTOS DIFÍCEIS “Eu sofri muito com a solidão. Não digo que tive depressão, mas, sim, muita solidão. Não tive filhos, minha família ficou toda no Nordeste e tive dois casamentos que não deram certo. Mas percebi que não sou só, porque na hora que ligo para uma amiga e digo que preciso dela, ela vai estar lá. Eu tenho muitos amigos e quando não é meu amigo, não é meu inimigo.” 

FELICIDADE VEM PRIMEIRO “Acho que a gente tem obrigação de ser feliz e de viver feliz, viver de verdade. Eu luto pela minha felicidade e não deixo que tentem colocá-la na gaveta. A felicidade tem uma dosagem de paz, então imagino que um relacionamento não tem que ter aquela euforia toda. Mas não me importo se as pessoas me julgam, vou continuar com a minha vida, errando ou acertando. Eu sou uma mulher que sofreu na vida sentimental. No entanto, o que nos faz evoluir é vencer o sofrimento. Acredito nos princípios bíblicos, mas não sou Jesus, não sou perfeita.” 

SONHO DE SER MÃE “Eu vou ter um filho, quem sabe dois. Fiz inseminação artificial e não deu certo. O que acho que está faltando na minha vida mesmo é um filho, e eu vou ser uma baita mãe. Quero levantar a causa da adoção. É prioridade na minha vida pessoal, mas vou começar com um só, para dar conta! Eu ponderei muito, porque é muita responsabilidade, mas meus amigos me deram força dizendo serei uma boa mãe. É uma causa nobre e algo importante para as mulheres. Precisamos nos unir, porque os homens são muito unidos. Quero que seja já para 2016. Prevejo um ano maravilhoso. Quero viajar e gravar muito também.”

DIETA É COISA SÉRIA “Eu já fui dependente de moderadores de apetite, foi a única droga que eu me envolvi. Fiz cirurgias de lipoaspiração, mas voltava a engordar. Agora, estou me consultando com um nutrólogo, que está cuidando de reposição de hormônios e da minha tireoide. A idade chega, já estou com quase 50, e quero chegar lá maravilhosa (risos). Depois que vim para este apartamento, estou praticando muitas atividades físicas. Acordo às 6h30 para treinar com meu personal. Faço também hidroginástica e quero voltar para a dança. Estou comendo pouquíssima carne e não tomo leite, nem nenhum derivado. Um dia, vou conseguir ser vegana!"