Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!

Pathy DeJesus conta tudo sobre sua viagem a Paris!

Depois de interpretar a vilã Alceste em I Love Paraisópolis, fala sobre sua primeira viagem (pra valer!) à capital francesa

por Daniel Lopes Publicado em 01/04/2016, às 17h35 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h44

Pathy DeJesus Paris - Gabi Alves
Pathy DeJesus Paris - Gabi Alves
Depois de 14 anos como modelo internacional e um período vivendo em Milão, Itália, é curioso pensar que a atriz Pathy DeJesus, 37 anos, nunca tenha conhecido Paris pra valer antes. “Fui à cidade outras duas vezes, a trabalho. Há seis anos, passei só um dia por lá e não deu para curtir. Depois, fui com meu namorado na época e planejava passar pelo menos uma semana, mas acabei tendo de voltar dois dias depois por causa de um compromisso de última hora”, relembra a também DJ em um papo com a CONTIGO!. Pathy partiu para as férias na capital francesa depois de interpretar a consultora financeira e odiada vilã Alceste em I Love Paraisópolis. A falta de planejamento da viagem acabou sendo um ingrediente que deu certo desta vez. “Sou muito certinha, adoro planejar tudo. Mas quando minha amiga me convidou em cima da hora, comprei passagem, me organizei de repente, tudo em uma semana. E finalmente deu certo!”, comemora. 
O segredo para aproveitar ao máximo os dez dias na cidade-luz, ainda no mês de março, foi não ter compromisso. “O fato de estar num lugar sem ter horário para nada é muito gostoso, você consegue aproveitar muito mais. Eu estava mais sossegada, planejava o roteiro no início do dia e ia conhecendo tudo com calma, sem me preocupar”, explica Pathy, que viajou ao lado de duas amigas, Elaine e Manuela, aproveitando a solteirice. O melhor passeio apareceu também ao acaso. “Se tivesse de escolher um lugar obrigatório para indicar, eu escolheria Montmartre e a basílica de Sacré-Coeur (símbolo do bairro). É uma das construções mais lindas que já vi e se der sorte de estar em um dia de sol, a luz que entra pelos vitrais torna tudo mágico! Dei uma volta por trás da igreja, fiquei vendo artistas de rua fazendo um show maravilhoso. E fui me perdendo nas ruas a pé, encontrando cafés incríveis, galerias de arte...”, relembra.


Os dias em Paris misturaram passeios tranquilos como andar de skate e comer comida de rua a outros mais requintados e famosos, como uma indispensável visita ao Museu do Louvre. “Consegui visitar o museu pela primeira vez! Eu até brinquei que aquela pirâmide era minha (risos)! Mas a primeira coisa que fiz mesmo, logo que cheguei, foi me enfiar num café. Eu queria um croissant tradicional e ainda tomei um chocolate quente com um pingo de conhaque, que ajuda a esquentar no frio europeu”, conta. A combinação despojada e chique também se refletiu no guarda-roupa da atriz. “Acho que estilo tem a ver com a personalidade e eu gosto de estar confortável, acima de tudo. Mas em Paris, senti a necessidade de estar um pouco mais arrumada a cada dia”, diz. “Eu me considero vaidosa. Gosto bastante de cuidar da pele, do cabelo, usar maquiagem. Filtro solar eu bebo no café da manhã (risos)!”, brinca.


O DESAFIO OU NADA
Mesmo vivendo tantos anos como modelo, Pathy não se encontrou na profissão. “Chegou um momento no qual todos os desafios estavam ganhos, eu não tinha mais pretensões e nem queria viver fora do Brasil. Sou movida a grandes paixões, sou muito visceral. Nada que não me desafie, não me deixe insegura, querendo buscar uma melhora, me interessa”, confessa. Foi aí que a transição das passarelas para a frente das câmeras aconteceu. “Meu plano sempre foi ser atriz. Desde a primeira participação em uma novela, a minha ambição foi essa. Tive a experiência de ser apresentadora na MTV e no Vídeo Show e foi incrível também. Eu não esperava que fosse ser tão bacana”, conta Pathy, que em fevereiro desfilou no Carnaval paulistano pela Vai-Vai e Camisa Verde e Branco. Ainda este ano ela volta à TV em uma participação em Lili, a Ex, no GNT, e também como apresentadora do Superbonita, no mesmo canal. “Não consigo ficar parada. Quero estar sempre estudando, buscando. Sou totalmente workaholic, tenho faniquito!”, brinca.
Enquanto segue um ritmo frenético de trabalho, Pathy procura equilíbrio no âmbito pessoal. Mesmo com as ofertas que o Rio de Janeiro oferece, a atriz se instalou definitivamente em São Paulo. “Tentei morar no Rio por muito tempo, mas voltei para São Paulo porque é a cidade que eu amo. Finalmente consegui comprar meu apartamento e estou aproveitando o momento para montá­lo e decorá-lo. Quero que esse lugar seja a minha fortaleza”, conclui.