Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!

O último da família Vitti

Depois de fazer cinema, o ator Francisco Vitti estreia na TV em Malhação, seguindo os passos do pai, João, e do irmão, Rafael, sem ligar para comparações: “Eles são meu portos seguros”

Por Ligia Andrade Publicado em 15/07/2016, às 17h40 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h44

Francisco Vitti - Fotos: Cadu Pilotto
Francisco Vitti - Fotos: Cadu Pilotto
Quando chega em casa, Francisco Vitti tem o seu ritual: vai para o quarto, liga o som e o ar-condicionado, abre a persiana para contemplar a natureza, acende um incenso e deita na rede para relaxar. Desde sua estreia na televisão, como o tímido e CDF Filipe em Malhação (Globo), o ator carioca tem experimentado uma rotina agitada. “Às vezes, as fãs gritam na rua, dão cantadas na praia... Fico sem graça, mas acabo rindo e agradecendo”, confessa o ator, que segue os passos do pai na profissão. O sobrenome já entrega: ele é filho de João Vitti e irmão de Rafael Vitti – o patriarca foi galã na TV na década de 1990 e o primogênito foi protagonista da temporada 2014/15 de Malhação. No entanto, garante não sentir esse peso nas costas. “Tenho três portos seguros em casa: meu pai, meu irmão e minha mãe (a também atriz e musa dos anos 1990 Valéria Alencar). Nunca vi isso como uma competição. A comparação é normal, sempre vão fazer. Tudo depende da forma como você recebe isso. Eu vi da forma positiva.” 
As brigas e as implicâncias, naturais da infância, ficaram para trás. Hoje, Francisco e Rafael são amigos e confidentes. “Nunca brigamos por coisa séria, discutíamos às vezes. Pedimos conselhos um ao outro. A gente vai se ajudando, se erguendo”, revela o rapaz, fazendo questão de mostrar que existe, sim, diferença entre eles. “Meu irmão é mais hippie, curte coisas mais naturais, como floresta, cachoeira. E é mais arrumado (risos). Sou dos esportes.” Trabalhar ao lado da família é um desejo que paira no ar, já que o DNA artístico corre nas veias. “Meu pai é uma referência. Passou por situações de muita responsabilidade que serviram como lição. É honesto, correto – tenho muito orgulho!”, afirma. 

Rafael, Valéria, João e Francisco

Enfim, 18 anos!
Ao completar 18 anos, Francisco não queria ser maior de idade para frequentar festas, baladas, mas ter a sua independência e tirar a carteira de motorista – sonho até hoje não realizado, por um motivo compreensível. “Estou fazendo autoescola, só que é complicado, porque não tenho tempo livre.” Feliz em sua estreia na TV, o ator sabe que o casal “Nanlip” (na “shipagem” de Nanda, interpretada por Amanda de Godoi, 22, com Filipe, nome de seu personagem, nomenclatura dada ao ato de juntar o nome de casais) é um dos queridinhos do público. “Já tinha feito cinema. É legal ter o trabalho reconhecido e sentir carinho, mas a gente acaba perdendo um pouco a privacidade”, reconhece. E namorada? “Não estou solteiro, estou muito feliz. Mas vou tentar preservar esse lado da minha vida pessoal”, explica. Da época do colégio, o ator levou a amizades, principalmente com os professores. “Já me formei, mas era agitado. Sempre gostei de falar, participar de debates, mas nunca fui nerd. Sempre tive de estudar muito para ter nota boa.” 


Pessoas amadas
O esporte também sempre esteve presente na vida do rapaz. Ainda moleque, reunia os amigos para jogar futevôlei no prédio em que morava. “Os pequenos nunca conseguiam jogar com os mais velhos. Então a gente reuniu o grupo para treinar e conseguir jogar”, recorda. Até hoje, Francisco não dispensa uma partida de altinha na praia de Ipanema, zona sul da cidade. “É como se fosse uma ioga: jogo para relaxar.” Francisco ainda curte andar de bike e caiaque. Nas horas vagas, passeia com Simba, seu golden retriever, e toca violão. “Não terminei o curso na Escola de Música Villa-Lobos (Rio de Janeiro). São três anos e você pode se profissionalizar, mas eu e meu irmão não seguimos. Aprendi violão, piano e bateria. Rafael fez violão e piano. Também fizemos percussão e coral”, diz ele, que é simpatizante do budismo. Estar com as pessoas amadas é o que faz bem para a sua vida. “Elas transformam o ambiente, acredito em energia.” Quando o assunto é redes sociais, ele diz que faz questão de ler todos os comentários deixados pelas fãs em suas postagens. “Leio um por um.” Viu, meninas? Caprichem!