Contigo!
Facebook Contigo!Twitter Contigo!Instagram Contigo!Spotify Contigo!
Exclusivas / CUIDADOS

O drama de Wesley Safadão: entenda a doença que paralisou o cantor e o afastou dos palcos

Wesley Safadão foi internado e passou por uma cirurgia às pressas por conta de sua hérnia de disco e segue em tratamento; entenda o drama

Luisa Scavone Publicado em 11/07/2022, às 11h41

Entenda o que é e quais são os sintomas da doença de Wesley Safadão - Reprodução/Instagram
Entenda o que é e quais são os sintomas da doença de Wesley Safadão - Reprodução/Instagram

Wesley Safadão vem passando por momentos difíceis desde que foi internado às pressas no dia 29 de junho. Isso porque o cantor foi diagnosticado com hérnia de disco entre a terceira e quarta vértebra lombar, com estreitamento do canal vertebral e importante compressão das estruturas neurológicas.

Na última quinta-feira (7), ele passou por uma cirurgia para a correção. Ele foi operado pelo neurocirurgião Francisco Sampaio Junior que chegou a afirmar que ele corria riscos de perder os movimentos das pernas.

Por reflexos da doença, o cantor se queixou \ de dores nas partes íntimas e sentiu as nádegas anestesiadas. Esses são sintomas da "síndrome de cauda equina", que o músico estava prestes a desenvolver. A condição é causada pela compressão e inflamação dos nervos na parte inferior do canal vertebral, podendo causar paralisia, perda de movimentos, incontinência urinária e intestinal.

Mas quais são, de fato, os são os sintomas da doença? Como funciona o tratamento?

Autodiagnóstico

De acordo com o fisioterapeuta e diretor do ITC Vertebral Guarulhos, Dr. Bernardo Sampaio, é comum receber pessoas que se autodiagnosticam com a hérnia. “Diariamente chegam pacientes que afirmam ter hérnia de disco por conta de fortes dores na região, parecidas com a que um amigo que tem a patologia sente”, disse. O fisioterapeuta ainda garante que, em muitos casos, as dores lombares são causadas por atividades do dia a dia que foram feitas de forma inadequada.

Mas isso não quer dizer que uma dor na coluna deva ser ignorada, pelo contrário, elas precisam de atenção e cuidados para que não evoluam para condições mais limitantes e de diferentes gravidades.

Sintomas

Dependendo do estágio da ruptura do material fibrocartilaginoso, a hérnia de disco pode ser considerada grave, por isso, antes de se auto intitular “portador” é preciso conhecer os seus sintomas, apontados pelo médico:

Persistência da dor por um tempo prolongado; piora considerável da dor em atividades simples do dia a dia; formigamentos e dormências nos membros inferiores ou superiores; perda de controle da bexiga ou do intestino; sensação de pernas ou os braços pesados e sem força, além de dores de cabeça associadas a dores na região da nuca e que se prolongam para os ombros. Salvo as exceções de pacientes assintomáticos.

Cuidados

Entretanto, segundo o Dr. Bernardo Sampaio, a regressão das hérnias de disco pode não estar associada aos sintomas apresentados para o paciente. Existem muitos casos onde a pessoa apresenta uma herniação na imagem e não tem sintomas, portanto, associar os sintomas somente com a presença de hérnia de disco pode ser um diagnóstico equivocado.

O ideal é que o paciente procure um fisioterapeuta para uma avaliação funcional completa, com uma avaliação clínica criteriosa, onde o profissional examina a região e faz perguntas cruciais. Além disso, o fisioterapeuta ainda afirma que a ressonância magnética é capaz de dizer se o estágio da ruptura do material fibrocartilaginoso tem relação com os sintomas atuais e somada a outros sintomas de ordem neurológica, é detectada ou não, verdadeiramente a hérnia.